Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Itália regista 681 mortes em 24 horas e ultrapassa os 124 mil infetados

Mais de 15 mil pessoas já morreram devido ao novo coronavírus. Número de internados em cuidados intensivos reduziu pela primeira vez.

Itália regista 681 mortes em 24 horas e ultrapassa os 124 mil infetados

A Proteção Civil italiana revelou, há momentos, os dados mais recentes sobre o novo coronavírus, os quais indicam que 681 pessoas morreram nas últimas 24 horas, aumentando para 15.362 o número de vítimas mortais desde o início da crise. Destaque também para a redução inédita no número de pessoas internadas em cuidados intenivos.

Este dado aponta para uma tendência negativa que se tem vindo a registar. Itália tem visto descer o número de vítimas mortais nos últimos doze dias, sendo este o número mais baixo neste período.

Desde que a pandemia do novo coronavírus chegou ao país, este somou um total de 124.632 infetadados com a Covid-19 (mais 4805 pessoas do que ontem, com um crescimento de 4%). 20.996 já recuperaram, 15.362 morreram e 88.274 continuam sob o olhar das autoridades de saúde locais.

Internados em cuidados intensivos com redução inédita

Destes 88.274 casos ativos da Covid-19, 29.010 estão hospitalizados e 3.994 foram colocadas sob internamente em cuidados intensivos. Há ainda a registar 55.270 pessoas que se encontram em isolamento domiciliário.

Sobre estes últimos dados, a Proteção Civil italiana revelou que houve uma diminuição do número de pessoas internadas em cuidados intensivos, algo que acontece pela primeira vez desde o início da crise em Itália.

Desde finais de fevereiro, altura em que a epidemia se começou a propagar em Itália, fazendo do país o líder da tabela de vítimas mortais, a curva tem-se mantido ascendente.

Por isso, a proteção civil destacou hoje a redução inédita do número de doentes internados nos cuidados intensivos dos hospitais italianos: são hoje 3.994, menos 74 do que na sexta-feira (4.068).

"É uma notícia importante, porque permite aos nossos hospitais respirarem. É a primeira vez que esse número baixa desde que asseguramos a gestão desta emergência", clarificou Angelo Borrelli, chefe da proteção civil italiana.

A região da Lombardia, no norte de Itália, continua a ser a mais afetada pela pandemia do novo coronavírus, com 49.118 infetados e 8.656 vítimas mortais desde o início da pandemia.

Estes números colocam Itália  como o terceiro país do mundo com mais infetados, depois dos italianos terem sido ultrapassados pela Espanha. Os Estados Unidos continuam a ser o país com mais casos positivos da Covid-19.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório