Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Médicos de Cuba já estão em Itália e não faltaram aplausos à chegada

Com mais de 5.000 mortes registadas, Itália recebeu cerca de 52 médicos e enfermeiros cubanos para ajudar no combate à pandemia de Covid-19.

Itália é o país da Europa mais afetado pelo novo coronavírus. Numa altura em que o número de mortos já ultrapassa os 5.000, o governo cubano decidiu enviar uma equipa de 52 profissionais de saúde em direção à Lombardia, para ajudar, e aplausos não faltaram na sua chegada.

Através do Twitter, foram vários os vídeos partilhados do momento em que os profissionais de saúde chegaram ao aeroporto, colhendo os aplausos de por quem lá se encontrava.

Um outro vídeo, mostra a equipa de médicos e enfermeiros a descer do avião, com a bandeira cubana. 

A Lombardia - região de Milão, situada no norte do país - é uma das mais afetadas, o que deixou os serviços de saúde completamente sobrecarregados. 

De acordo com o governo cubano, os especialistas, qualificados e com experiência em epidemias como o Ébola, ajudarão os seus colegas lombardos, que estão a trabalhar em condições extremas e hospitais sobrecarregados pelo rápido aumento do número de casos graves.

O grupo irá juntar-se a uma dúzia de médicos chineses já na área que serão colocados num novo hospital de campo em Bérgamo, a província com o maior número de pessoas doentes.

Pelo mundo, a Covid-19 já fez mais de 14.395 mortes e infetou mais de 324.290 pessoas, desde que surgiu em Wuhan, em dezembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório