Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2020
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Pelo menos quatro mortos devido ao surto de dengue no Paraguai

Pelo menos quatro pessoas morreram devido ao surto de dengue que atinge o Paraguai, anunciaram hoje as autoridades de saúde do país, cujo Presidente, Mario Abdo Benítez, foi diagnosticado com a doença na quarta-feira.

Pelo menos quatro mortos devido ao surto de dengue no Paraguai
Notícias ao Minuto

14:32 - 24/01/20 por Lusa

Mundo Paraguai

Um menor residente na cidade de San Estanislao (norte) e um homem de 38 anos, que vivia em Fernando de la Mora (nos arredores de Assunção), são as duas últimas vítimas do surto, disse Guillermo Sequera, diretor-geral de Vigilância da Saúde, em conferência de imprensa.

Sequera acrescentou que outras 23 mortes estão a ser investigadas para determinar se ocorreram devido à dengue.

As outras duas mortes foram de idosos que residiam na cidade de Mariano Roque Alonso, também nos arredores de Assunção.

Guillermo Sequera disse que a maioria dos casos de dengue no país estão da região metropolitana de Assunção e do departamento Central.

Segundo o responsável, há 2.200 casos confirmados de dengue, mas as notificações recentes de casos prováveis é de cerca de 8.400, cifra que deverá aumentar.

Na mesma conferência de imprensa, a diretora do Serviço Nacional de Erradicação da Malária (Senepa), María Teresa Barán, indicou que esta entidade desativou 36.000 "criadouros" (locais onde os insetos se reproduzem) do mosquito vetor no departamento Central e cerca de 21.500 em Assunção somente este ano.

Isso é feito por meio das campanhas de limpeza e fumigação que a Senepa realiza em áreas e bairros suspeitos de ter "criadouros" do mosquito 'Aedes aegypti', que é o inseto transmissor.

O sorotipo da dengue que domina a atual epidemia que o Paraguai sofre é o D4, o mesmo que afeta Abdo Benítez, de 48 anos, que está em repouso.

O Presidente, do conservador Partido Colorado, interrompeu a sua agenda de atividades no departamento do Alto Paraná devido a dores de cabeça e mal-estar.

No momento, o chefe de Estado mantém uma agenda restrita na residência presidencial, de reuniões com ministros e colaboradores, e aguarda a próxima semana para assumir a plenitude do cargo.

O Paraguai registou em 2019 mais de 10.000 casos confirmados de dengue, dos quais nove foram fatais.

A pior epidemia foi em 2013, com 150.000 casos e 252 mortes num país de quase sete milhões de habitantes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório