Meteorologia

  • 02 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Líder da oposição mauritana pede à ONU que investigue escravatura no país

O líder antiesclavagista mauritano Biram Dah Abeid, que se tornou um dos principais opositores políticos, pediu à ONU que realize uma investigação sobre a escravatura na Mauritânia, face ao aumento das violações da lei e negligência da Justiça.

Líder da oposição mauritana pede à ONU que investigue escravatura no país
Notícias ao Minuto

17:29 - 23/12/19 por Lusa

Mundo ONU

"A Justiça cobre os culpados de esclavagismo para os proteger", indicou Biram Dah Abeid, presidente da Iniciativa para o Ressurgimento do Abolicismo (IRA, organização não reconhecida) e deputado do parlamento, durante uma conferência de imprensa em Nouakchott, capital da Mauritânia.

Essa cumplicidade - acrescentou - não é do interesse da sociedade ou da Justiça mauritana, pelo que Biram Dah Abeid pediu às elites do país maior envolvimento para acabar com esse flagelo, que representa para a Mauritânia estar na liderança do 'ranking' mundial de países com escravatura.

Biram Dah Abeid foi candidato às eleições presidenciais em junho passado e ficou em segundo lugar com cerca de 19% dos votos contra os 52% alcançados por Mohamed Ould Ghazouani, atual Presidente da Mauritânia.

Abolida oficialmente em 1980, a escravatura foi penalizada pela primeira vez em 2007 e depois considerada como "crime contra a humanidade" e "crime imprescritível" numa nova lei em 2015.

Biram Dah Abeid salientou hoje que a sua luta não é direcionada contra uma comunidade étnica específica, em alusão ao grupo étnico árabe-berbere (os "Beidan"), que tradicionalmente praticaram a escravatura com os harratines, negros da cultura árabe.

Ainda hoje, os harratines, embora não estejam sujeitos à escravatura, realizam as tarefas mais ingratas na sociedade e sofrem marginalização social, o que leva muitos observadores a questionarem-se até que ponto deixaram de ser escravos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório