Meteorologia

  • 25 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Pai assassinou os dois filhos. “Nunca me verei livre dele”, diz mãe

Caso chocante aconteceu na Irlanda. Mãe das crianças teme que o marido saia em liberdade condicional.

Pai assassinou os dois filhos. “Nunca me verei livre dele”, diz mãe

A mãe de duas crianças que foram assassinadas pelo marido diz que nunca se verá livre de ameaça. Kathleen Chada ainda aguarda o divórcio de Sanjeev Chada, que está preso mas poderá pedir liberdade condicional nos próximos meses.

O caso da morte das criança remonta a 2013, na Irlanda. Sanjeev Chada estrangulou Eoghan, de 10 anos, e Ruari, de 5 anos, com uma corda. Colocou depois os corpos na mala de um carro, antes de se acidentar. Kathleen diz que o marido também planeava matá-la.

“Ele pensou em matar-me. Quando sair da prisão não será uma ameaça para a sociedade, mas será uma ameaça para mim”, indicou Kathleen, agora com 41 anos de idade, citada pelo Mirror.

“Ele pode sentir que tem o direito de voltar para mim. É algo com que vivo todos os dias, como uma dor crónica. Será que alguma vez me livro dele? Não, claro que não”, acrescentou.

Sanjeev Chada foi condenado a uma pena de prisão perpétua, mas, de acordo com a lei, pode ser elegível para liberdade condicional após sete anos de cadeia. Kathleen faz agora parte de grupo chamado ‘Sentencing and Victim Equality’, que advoga por leis mais duras no que diz respeito à liberdade condicional.

“O meu marido matou os meus dois filhos mas mesmo assim só vai cumprir, essencialmente, uma sentença. Como a lei está, ele pode pedir liberdade condicional nos próximos 12 meses. Garantiram-me que não a consegue, mas não importa. É chocante que ela seja elegível”, afirmou Kathleen.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório