Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Votação na Indonésia decorre com normalidade nas primeiras horas

A votação nas eleições presidenciais e nacionais indonésias está a decorrer com normalidade no vasto arquipélago, sem relatos de incidentes significativos, anunciou o ministro da Administração Interna, Tjahjo Kumolo.

Votação na Indonésia decorre com normalidade nas primeiras horas
Notícias ao Minuto

04:37 - 17/04/19 por Lusa

Mundo eleições

"Esperamos que tudo continue assim durante o dia. Só um desastre natural pode parar esta votação. Se não, tudo continuará a correr bem", disse aos jornalistas depois de votar no sul de Jacarta.

"O Governo saúda a forma como os eleitores estão a exercer os seus direitos com responsabilidade, ordenada e pacificamente. Agradecemos também às forças de segurança que têm ajudado a criar um ambiente propicio para o voto", disse.

Imagens de longas filas de eleitores, fotos com votantes com o indicador manchado de tinta roxa -- comprovando que votaram -- têm-se multiplicado nas redes sociais, com a imprensa a mostrar as votações dos principais candidatos.

O Presidente da República e candidato a um segundo mandato, Joko Widodo, votou na capital indonésia perante uma grande presença de jornalistas, cerca das 10:15 (04:15 em Lisboa).

O seu 'número dois', Ma'ruf Amin, candidato a vice-Presidente, votou com a sua mulher, praticamente na mesma altura, também em Jacarta.

Já antes, os rivais, Prabowo Subianto e Sandiaga Uno, tinham também votado, com dezenas de jornalistas a registarem o momento.

Outros líderes nacionais, como a ex-Presdiente Megawati Sukarnoputri, também já votaram.

No total, mais de 192 milhões de eleitores indonésios participam na eleição de hoje, em que, segundo as últimas sondagens, Joko Widodo partiu com ampla vantagem face ao seu rival, Prabowo Subianto.

Apesar da normalidade na votação, as autoridades eleitorais estão a ponderar repetir a votação postal para mais de 300 mil indonésios na Malásia, depois da descoberta de supostos boletins de voto já perfurados e encontrados num armazém em Selangor, na Malásia.

Os 20 sacos diplomáticos, dez sacos plásticos e cinco pacotes marcados 'Pos Malaysia' (Correios da Malásia) continham, alegadamente, boletins de voto em que já tinha sido perfurada a escolha do atual Presidente Joko Widodo.

A denúncia chegou à imprensa indonésia por apoiantes do rival, Prabowo Subianto, tendo responsáveis eleitorais da Indonésia e da Malásia -- onde os imigrantes indonésios votaram domingo -- anunciado uma investigação alargada para perceber se os boletins são genuínos e a sua origem.

Além do Presidente e vice-Presidente, os eleitores escolhem os 711 membros das duas câmaras da Assembleia Consultiva Popular (MPR), 575 no Conselho Representativo Popular (DPR) e 136 no Conselho Representativo Regional (DPD).

Em jogo estão ainda mais de 19.500 lugares em mais de 2.000 distritos eleitorais legislativos a nível regional, municipal e local. Há 16 partidos concorrentes, quatro estreantes.

Dados da Comissão Nacional de Eleições (KPU) notam que os 192,8 milhões de eleitores podem escolher entre mais de 245 mil candidatos a 20.528 lugares no parlamento nacional, em estruturas legislativas nas 34 províncias e em mais de 500 distritos e municipalidades.

As urnas estão abertas até às 13:00 e os votos são contados, em público, por funcionários eleitorais que mostram cada boletim a fiscais dos partidos e das candidaturas, observadores e a quem queira acompanhar a contagem.

Os resultados poderão demorar algum tempo até serem conhecidos, tendo o Tribunal Constitucional decidido que as sondagens à boca das urnas -- primeira indicação do resultado -- só poderão ser revelados duas horas depois do fecho das urnas.

A decisão implica que essas primeiras sondagens só serão divulgadas às 15h, hora local em Jacarta (09h em Lisboa).

Isso implica que as sondagens serão conhecidas já com alguns dados oficiais parciais da votação.

Especialistas antecipam que às 15h locais podem já ser conhecidos até 50% dos dados das contagens rápidas nas urnas, com a contagem avançada especialmente na zona leste do país onde há diferenças horárias de mais duas horas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório