Meteorologia

  • 26 MARçO 2019
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 21º

Edição

Sete deputados abandonam Partido Trabalhista por causa de antissemitismo

Sete deputados abandonam o Partido Trabalhista britânico por causa do Brexit e antissemitismo.

Sete deputados abandonam Partido Trabalhista por causa de antissemitismo
Notícias ao Minuto

10:58 - 18/02/19 por Anabela de Sousa Dantas 

Mundo Reino Unido

Sete deputados trabalhistas anunciaram esta segunda-feira o seu afastamento do partido, invocando discordância com o líder, Jeremy Corbyn, em questões como o Brexit e o anti-semitismo, e indicando que vão criar um novo partido, independente.

Luciana Berger, deputada por Liverpool Wavertree, indicou que a decisão era "difícil, dolorosa mas necessária", porque estava "envergonhada" com o facto do Partido Trabalhista (Labour) não ter conseguido eliminar o antissemitismo das suas fileiras.

"Deixo para trás uma cultura de intolerância acossadora e intimidação. Ambiciono um futuro onde sirva com colegas que se respeitam mutuamente", acrescentou, citada pelo Guardian.

Os outros deputados são Chuka Umunna, Gavin Shuker, Angela Smith, Chris Leslie, Mike Gapes e Ann Coffey.

Esta decisão, cujos rumores vinham crescendo nos últimos dias na imprensa britânica, reduz o grupo parlamentar do 'Labour' na Câmara dos Comuns, a câmara baixa do parlamento britânico, de 256 para 249.

Sublinhe-se que Jeremy Corbyn já foi antes acusado por representantes da comunidade judaica britânica de alinhar repetidamente com pessoas com opiniões antissemitas. Na altura, Corbyn desculpou-se, afirmando que o "Partido Trabalhista é um partido contrário ao racismo".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório