Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Barnier reúne-se segunda-feira com novo ministro britânico para a saída

O negociador-chefe da União Europeia para o 'Brexit', Michel Barnier, vai reunir-se na próxima segunda-feira, em Estrasburgo, com o novo ministro britânico para a saída da União Europeia, Stephen Barclay, anunciou hoje a Comissão Europeia.

Barnier reúne-se segunda-feira com novo ministro britânico para a saída

Ao dar conta do encontro de hoje em Bruxelas entre o presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, e a primeira-ministra britânica, Theresa May, o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas, indicou que, além de estar previsto que ambos voltem a reunir-se ainda no corrente mês de fevereiro, Barnier irá encontrar-se com Barclay já na próxima segunda-feira, em Estrasburgo, à margem da sessão plenária do Parlamento Europeu.

Stephen Barclay é o terceiro ministro para o 'Brexit' no espaço de dois anos, depois das demissões de David Davis e de Dominic Raab, os seus antecessores no cargo de interlocutor de Barnier para as negociações com a UE, que conduziram a um acordo de saída "chumbado" pela Câmara dos Comuns, e que Londres pretende agora renegociar com Bruxelas, a menos de dois meses da data prevista para a consumação da saída do Reino Unido, 29 de março.

Barclay, 46 anos, antigo secretário de Estado da Saúde, foi nomeado em novembro passado para a pasta do 'Brexit', após Raab se ter demitido por discordar do acordo de saída celebrado entre May e a UE a 27.

No encontro de hoje em Bruxelas, naquela que foi a primeira deslocação de May à capital da UE desde que o parlamento britânico aprovou, em 29 de janeiro, uma proposta que preconiza a substituição do 'backstop' inscrito no acordo de saída do Reino Unido da União Europeia por "disposições alternativas" para a questão da fronteira na Irlanda, Juncker reiterou à primeira-ministra britânica a indisponibilidade europeia para renegociar o acordo, mas mostrou-se disponível a tornar a declaração política da relação futura mais ambiciosa.

"O presidente Juncker reiterou que os 27 não vão reabrir o acordo de saída, que representa um compromisso cuidadosamente equilibrado entre a União Europeia e o Reino Unido no qual ambos os lados fizeram concessões significativas para chegarem a um compromisso", lê-se na declaração conjunta, assinada pelo presidente da Comissão Europeia, e pela primeira-ministra britânica.

Aquela nota, publicada no final de uma discussão "robusta, mas construtiva" entre Jean-Claude Juncker e Theresa May em Bruxelas, dá conta que o presidente do executivo comunitário mostrou disponibilidade para "acrescentar palavras" à declaração política da relação futura, tornando-a mais ambiciosa "em termos de conteúdo e celeridade".

Nesse sentido, os dois líderes concordaram que as suas equipas devem dialogar para tentar encontrar uma via que consiga reunir "o mais amplo" apoio no parlamento britânico, sem desrespeitar as diretrizes do Conselho Europeu, lê-se no final da declaração conjunta.

Ainda hoje à tarde, May irá reunir-se com os presidentes do Conselho Europeu e do Parlamento Europeu, que lhe deverão transmitir uma mensagem semelhante, reiterando a indisponibilidade dos 27 para renegociar o acordo de saída e, consequentemente, o mecanismo de salvaguarda para a fronteira irlandesa.

Em 29 de janeiro, o parlamento britânico - que já chumbara o acordo de saída em 15 de janeiro - aprovou uma proposta que preconiza a substituição do 'backstop' inscrito no acordo de saída do Reino Unido da União Europeia por "disposições alternativas", com vista à ratificação daquele texto pela Câmara dos Comuns, uma opção já rejeitada pelos líderes europeus.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório