Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 21º

Edição

Sorrisos, lágrimas e beijos. As imagens da tomada de posse de Bolsonaro

Jair Bolsonaro tomou posse, esta terça-feira, como 38.º presidente do Brasil.

Notícias ao Minuto

08:08 - 02/01/19 por Sara Gouveia 

Mundo Brasil

O novo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, um dos candidatos mais polémicos às eleições presidenciais do Brasil, foi eleito em setembro de 2018 e tomou posse esta terça-feira, dia 1 de janeiro, juntamente com outros 27 governadores.

A operação de segurança envolveu 3.200 agentes da polícia e milhares de pessoas reuniram-se na Esplanada dos Ministérios para apoiar o novo presidente. Depois de passar pela multidão, o chefe de Estado fez o percurso até ao Congresso Nacional acompanhado da primeira-dama, Michelle,  e do filho Carlos Bolsonaro, vereador do Rio de Janeiro (PSL), num Rolls-Royce descapotável. Mas, tal como toda a cerimónia contou com medidas de segurança apertadas, Bolsonaro não arriscou e usou um colete à prova de bala por baixo do fato.

O capitão do exército reformado fez o juramento perante o Congresso e recebeu depois a faixa presidencial do seu antecessor Michel Temer. No primeiro discurso como presidente agradeceu a Deus e aos brasileiros.

"Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões e nossas tradições judaico-cristãs, combater a ideologia de género conservando os nossos valores. O Brasil voltará a ser um país livre. Pretendo partilhar o poder de forma progressiva responsável e consciente", garantiu, enfatizando ainda: "Hoje é o dia em que o povo começou a libertar-se do socialismo". De fora do discurso não ficou a sua promessa eleitoral de liberalizar o uso e porte de arma.

"O cidadão de bem merece dispor de meios para se defender, respeitando-se o referendo de 2005, quando [o povo brasileiro] optou nas urnas pelo direito à legítima defesa", lembrou.

Estas primeiras palavras de Bolsonaro foram muito elogiadas por um chefe de Estado que não esteve presente em Brasília. O presidente dos EUA Donald Trump, uma das referências políticas de Bolsonaro, publicou uma mensagem no twitter elogiando o “grande discurso inaugural”: “Parabéns ao presidente Jair Bolsonaro, que acabou de fazer um grande discurso de inauguração — os Estados Unidos estão consigo!”, referiu.

Michelle Bolsonaro fez história discursando na cerimónia de tomada de posse do marido. Em LIBRAS – língua gestual brasileira agradeceu a "oportunidade de poder ajudar as pessoas que mais precisam".  Os gestos da primeira-dama foram traduzidos em voz alta por uma intérprete que não conseguiu evitar comover-se com as palavras de Michelle. 

Bolsonaro voltou a fazer o uso da palavra, desta vez junto ao Palácio do Planalto marcando aquele dia como "o dia erela".m que o povo se começou a libertar do socialismo". No final, em frente aos brasileiros, ergueu a bandeira do país e disse: "Esta é a nossa bandeira, jamais será vermelha, e daremos o nosso sangue para mantê-la verde e ama

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente do Chile, Sebastián Piñera, foram alguns dos presentes na tomada de posse.

Aos jornalistas em Brasília, Marcelo revelou-se depois satisfeito com o “relevo que Portugal mereceu protocolarmente” nas cerimónias, nomeadamente “no Congresso e no alinhamento dos cumprimentos, em que Portugal ficou em terceiro lugar, por uma questão de antiguidade de chefes de Estado, chefes de Governo e ministros dos Negócios Estrangeiros”.

Horas após a sua investidura, Bolsonaro aprovou o aumento do salário mínimo para 998 reais (cerca de 225 euros) em 2019, naquele que foi o seu primeiro ato legislativo.

Veja acima as imagens mais marcantes da tomada de posse.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório