Meteorologia

  • 20 ABRIL 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Onze conselhos para um banho sempre 'amigo' da pele e do cabelo

E se lhe dissermos que existem 11 conselhos especializados para o banho ideal?

Onze conselhos para um banho sempre 'amigo' da pele e do cabelo
Notícias ao Minuto

23:50 - 12/01/18 por Daniela Costa Teixeira

Lifestyle Dicas

A importância do banho vai muito além da limpeza da pele, do cabelo e dos pelos do corpo. É um momento íntimo, relaxante e, quem sabe, de génio – não fossem algumas pessoas afirmar que é no banho que têm as suas melhores ideias.

Mas é no banho que também podemos mostrar o nosso lado mais consciente, sustentável e também vaidoso. O tipo de produtos que usamos – se muitos ou poucos, de caros ou baratos, se orgânicos ou não, se testados em animais ou não – e a quantidade de água que gastamos em cada duche ou banho de emersão consegue revelar o quão uma pessoa se preocupa com o bem-estar do ambiente e dos que nele habitam.

O banho é muito mais do que limpar o corpo, mas, na verdade, esta é a sua mais importante função, pois há um sem fim de problemas de saúde que podem ser facilmente evitados com a boa e eficaz higiene do corpo. Mas, para isso, é preciso tomar banho da forma mais correta.

Pode soar a estranho, mas existe mesmo uma forma acertada de tomar banho e prova disso são os conselhos e truques apresentados por vários especialistas e médicos ao site da NBC. Eis os conselhos dados:

1 – Não tomar tantos banhos. De acordo com a médica Jessica Krant, a frequência com que uma pessoa toma banho depende sobretudo do seu nível de atividade. Se pratica desporto diariamente, então faz todo o sentido tomar um banho por dia; se não pratica, então deve respeitar as necessidades da pele, podendo não ser necessário um banho diário. Nos casos em que é necessário tomar dois banhos por dia – que devem ser raros -, importa que sejam os mais curtos possível.

2. Banhos curtos. Quanto mais água, mais risco de remover da pele as bactérias saudáveis e a sua oleosidade natural, por isso, os banhos devem ser curtos, especialmente se em causa estiverem pessoas com patologias como pele seca ou dermatite. Nestas situações, diz a médica Lauren Ploch, os banhos devem durar cinco minutos ou menos, sendo que o tempo que o corpo está exposto à agua deve ser o mínimo possível.

3. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Se não gosta de água gelada, tudo bem, mas também não deixe o corpo à mercê de potenciais queimaduras. O ideal, diz a médica Jessica Krant, é tomar banho com água morna… mas mais voltada para o frio, sob a pena dos óleos naturais da pele saírem e a deixarem danificada.

4. Não lavar o cabelo muitas vezes. Quanto mais se lava o cabelo, mais propenso fica à secura, porém, tudo depende do tipo de cabelo que se tem, embora seja já sabido que a exposição continuada a produtos como champô e condicionador pode retirar algumas propriedades naturais do couro cabeludo.

5. Mas também não se deve deixar de lavar. Embora algumas das mais recentes tendências impliquem lavar o cabelo o menos possível, a verdade é que o aumento de óleos naturais e poluição ambiental pode levar a que o couro cabeludo fique irritado e sensível, podendo surgir episódios de caspa.

6. Atenção centrada nos pontos críticos. Uma vez que os banhos devem ser rápidos, o ideal é focar as atenções às áreas do corpo mais expostas a agentes de sujidade, como as mãos, os braços e os pés.

7. Cuidado com a ideia de limpeza profunda. Quanto mais antibacteriano o gel de banho for, maior é o risco de remover até as bactérias boas da pele, deixando-a desprotegida e à mercê de todo o tipo de agentes. A limpeza mais eficaz e acertada é aquela em que é usado o produto mais adequado ao tipo de pele, se oleosa, seca, sensível, irritada, etc.

8. Limpar por ordem. O ideal é começar a limpeza de cima para baixo, pois à medida que a espuma do sabonete vai deslizando pelo corpo, uma parte da limpeza é feita, contudo, as pessoas com algum tipo de problema cutâneo – como acne ou dermatite – devem lavar as áreas mais críticas ou afetadas depois de lavar o cabelo, de modo a remover todo e qualquer vestígio de champô e condicionador da pele.

9. Fazer a barba depois do banho. A barba deve ser cortada depois de um banho curto, pois os pelos estão mais húmidos, mas não demasiado quentes e relaxados, algo que aumenta o risco de pelos encravados.

10. Enxugar e não esfregar. Depois do banho, o que mais apetece é limpar o corpo o mais rápido possível para vestir algo, contudo, a limpeza da pele deve ser feita com suavidade, sob a pena de a deixar irritada.

11. Hidratar. A aplicação de um creme hidratante ou destinado a combater patologias cutâneas deve ser feito depois do banho, que é quando a pele está mais recetiva e capaz de absorver as propriedades benéficas do produto. Aplicar o creme rapidamente previne a perda de água, explica a médica Doris Day.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.