Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 22º

Estará a danificar o seu pavimento pélvico enquanto pratica desporto?

A Intimina alerta para os desportos e exercícios prejudiciais para o pavimento pélvico. Partilha também alguns dicas.

Estará a danificar o seu pavimento pélvico enquanto pratica desporto?
Notícias ao Minuto

21:56 - 05/04/24 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Exercício físico

O exercício físico tem benefícios tanto para o corpo como para a mente. No entanto, "alguns desportos e exercícios exercem uma pressão muito intensa sobre a pélvis, sobretudo nas mulheres, por razões fisiológicas", alerta a Intimina em comunicado, a propósito do Dia Mundial da Atividade Física, que se assinala sábado, dia 6 de abril. 

"A realização de exercícios que implicam um impacto ou uma pressão excessiva sobre os órgãos internos (bexiga, útero e reto) podem danificar os músculos do pavimento pélvico e, consequentemente, provocar perdas ocasionais de urina - incontinência urinária de esforço - durante os treinos ou, pior ainda, durante o dia-a-dia", explica a marca. Refere também que a incontinência de esforço não deve ser considerada 'normal', mas sim "tratada com seriedade", já que "é um sintoma de disfunção do pavimento pélvico que, se não for tratado, pode conduzir a outras perturbações graves".

Leia Também: Kate Middleton está a fazer quimioterapia preventiva. Em que consiste?

As modalidades desportivas que implicam correr e saltar, bem como as que exigem carregar um peso excessivo e um aumento descontrolado da pressão sobre a cintura abdominal, são as mais prejudiciais para o pavimento pélvico. "Por exemplo, desportos como corrida, padel, futebol, equitação, remo, surf, BTT e levantamento de pesos são considerados os mais prejudiciais. Relativamente aos exercícios mais nocivos encontram-se as flexões, os agachamentos, os sit-ups e as hollow rocks, alguns dos quais fazem parte do CrossFit e da ginástica", exemplifica a Intimina. Para além disso, também os exercícios hipopressivos - quando mal executados - podem ser negativos para o pavimento pélvico, uma vez que aumentam a pressão na cavidade abdominal e pélvica, tendo também um impacto direto na pélvis. 

Como continuar a praticar os desportos favoritos e proteger o pavimento pélvico? "O exercício físico é fulcral para a saúde, a incontinência de esforço não é uma razão para o evitar. É sim, importante estar ciente dos riscos e aprender técnicas para fortalecê-lo durante o exercício. Felizmente, proteger o pavimento pélvico pode ser mais fácil do que aquilo que parece, pelo que é possível continuarmos a praticar o nosso desporto favorito, enquanto mantemos o pavimento pélvico em ótima forma." 

A coisa mais importante que se pode fazer pelo mesmo é fortalecê-lo, utilizando exercícios de Kegel, que são movimentos eficazes e simples de contração e libertação dos músculos do pavimento pélvico. Conferem benefícios para a saúde, incluindo o tratamento e a prevenção, especialmente para as mulheres que praticam desportos de alto impacto e para as mais recentes mães.

Leia Também: Rastreio do cancro do pulmão? "Permitirá salvar cerca de 20% dos doentes"

Existem ainda dicas simples que podem ser facilmente seguidas. Ei-las:

  • Não levantar objetos pesados. Nunca levantar pesos demasiado pesados para a nossa constituição física ou capacidade, nem pesos que obriguem a curvar, prendendo a respiração;
  • Utilizar os músculos centrais. Ativar os músculos centrais e pélvicos antes e durante os exercícios de resistência, ou seja, contraí-los suavemente enquanto se faz os exercícios de Kegel;
  • Descanso entre séries. Parar durante alguns minutos entre cada série de exercícios para permitir que os músculos relaxem, recuperem do esforço e tenham um desempenho mais eficiente;
    Respirar corretamente: nunca suster a respiração ou puxar o estômago com força durante o exercício, pois aumenta a pressão intra-abdominal;
  • Ouvir o corpo. É importante fazer exercício de forma consciente e não mecânica. O que sentimos no nosso pavimento pélvico quando fazemos certo exercício ou quando o fazemos de uma determinada forma? Dói? Incomoda? A pressão é excessiva? Se assim for, é essencial parar imediatamente, retirá-lo do nosso plano de treino e substituí-lo por outro;
  • Se praticar atividades de alto impacto, é importante alternar com exercícios que não só fortaleçam a zona, mas também a relaxem, como os exercícios hipopressivos e outras disciplinas como o pilates, o ioga ou o tai-chi.

Leia Também: Atividade física regular pode ser decisiva contra o stress e a ansiedade 

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório