Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 27º

Fazer molho de francesinha à moda do Chefe Jamon? Estas são as dicas dele

Pedimos umas dicas simples sobre esta iguaria portuense ao chefe estrela das redes sociais. Tome nota!

Fazer molho de francesinha à moda do Chefe Jamon? Estas são as dicas dele

Já conhece o Chefe Jamon? É o alter ego de Tiago Amorim, um cozinheiro com formação numa das melhores cozinhas do mundo, com uma paixão por vídeo e por comédia, além da gastronomia. Tornou-se uma estrela das redes sociais nos últimos anos graças a receitas muito apetitosas e, em alguns casos, inusitadas.

Entre as criações mais originais encontra iguarias como o 'fracelim' (uma bola de berlim francesinha) e 'sushizinha' (sushi de francesinha). Tendo a sua criatividade em conta, o Lifestyle ao Minuto pediu ao chef umas dicas para fazer um molho de francesinha incrível e muito saboroso. 

Leia Também: O truque simples (e económico) que elimina o cheiro a comida da cozinha

Para começar, o Chef Jamon recomenda que inclua sempre na sua receita "uns ossos de porco para puxar um bocadinho mais pelo sabor". Explica ainda que pode (e deve) cozinhar e caramelizar um bocadinho a cebola antes de usá-la no molho. 

Além disto, aconselha que adicione cerveja ao molho, ingrediente que ajuda a criar "uma dimensão diferente de sabor". Deve, no entanto, "usar cerveja em condições, nada de usar Sagres, tem de ser Super Bock". "Estou a dizer isto para ser polémico, na verdade, podem usar qualquer cerveja", acrescenta. Também deve incluir sempre na lista de ingredientes uísque e vinho do Porto.

Notícias ao Minuto © Tiago Amorim

Caso seja necessário engrossar o molho recomenda que utilize sempre "maizena e um bocadinho de leite", este último ingrediente ajuda "a pôr o molho assim mais laranja e não tão escuro".

É ainda importante mencionar o picante, uma parte característica deste prato. Sobre isto, Tiago explica que os "tradicionais dizem que deve usar piri piri", mas considera que "desde que pique pode-se usar qualquer coisa".

"Por exemplo, tenho ali uma pasta de harissa, feita com pimentos da Tunísia, mais picante do que piri piri, mas além do picante dá um sabor muito agradável". Por isso, considera-a uma ótima alternativa para um molho não tradicional. "Há quem meta manteigas e natas, mas eu não sou dessas vidas", conclui. 

Leia Também: É assim que deve guardar os pepinos para durarem mais tempo

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório