Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 26º

Consumo de Viagra associado a menor risco de Alzheimer, diz estudo

Descoberta foi feita por cientistas da University College de Londres.

Consumo de Viagra associado a menor risco de Alzheimer, diz estudo
Notícias ao Minuto

15:56 - 09/02/24 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Doenças neurodegenerativas

Uma equipa de cientistas da University College de Londres descobriu que fármacos utilizados no tratamento da disfunção eréctil, como o Viagra, foram associados à redução do risco de desenvolvimento da doença de Alzheimer.

Num artigo publicado na revista Neurology, os autores do estudo revelaram que existe uma redução de 18% nas hipóteses de Alzheimer entre os 270 mil participantes do sexo masculino, com uma idade média de 59 anos, sem histórico de complicações neurológicas. Estes indivíduos foram acompanhados durante um período de cerca de cinco anos.

Leia Também: Seis hábitos que tem de adotar o quanto antes, segundo uma cardiologista

Os resultados dos homens a quem foi prescrita esta medicação (55%) foram comparados com os restantes participantes. No total, os cientistas verificaram 1119 casos de Alzheimer, 749 dos quais entre os participantes que utilizaram os fármacos, o que corresponde a uma taxa de 8,1 casos por 10 mil pessoas por ano. Já os indivíduos sem prescrição destes medicamentos correspondem a uma taxa de 9,7 casos por 10 mil pessoas por ano, tendo sido identificadas 370 pessoas com a doença neurodegenerativa.

Recorde-se que demência é um termo genérico utilizado para designar um conjunto de doenças, como o Alzheimer - segundo a rede de saúde CUF, representa cerca de dois terços de todos os casos -, que se caracterizam por alterações cognitivas que podem estar associadas a perda de memória, alterações da linguagem e desorientação no tempo ou no espaço.

A Organização Mundial da Saúde estima que existam 47.5 milhões de pessoas com demência em todo o mundo e prevê que este número possa chegar aos 75.6 milhões em 2030 e quase triplicar em 2050, para 135.5 milhões. 

Leia Também: Cardiologista revela hábito simples que reduz risco de doenças cardíacas

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório