Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 16º

Com certeza já ouviu falar de golpes de calor. Mas sabe proteger-se?

Uma onda de calor arranca quinta-feira, com dias de mais de 40ºC e noites de 25ºC. Um dos efeitos mais graves é o golpe de calor.

Com certeza já ouviu falar de golpes de calor. Mas sabe proteger-se?
Notícias ao Minuto

07:59 - 21/06/23 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Saúde

Com o início do verão, nesta quarta-feira, dia 21 de junho, chegam temperaturas tórridas. Uma vaga de calor arranca quinta-feira, com dias que podem chegar aos 42ºC e noites de 25ºC, e o perigo de golpe de calor ou insolação aumenta.

Segundo especialistas da clínica norte-americana da Mayo Clinic, o golpe de calor é causado pelo sobreaquecimento do corpo. Resulta geralmente de uma exposição prolongada a temperaturas elevadas e pode dever-se, igualmente, à prática de exercício físico intenso e extenuante quando está calor. As crianças, particularmente nos primeiros anos de vida), os idosos, pessoas com doenças crónicas, trabalhadores expostos a temperatura ambiente elevada ou ao calor libertado por máquinas, praticantes de exercício físico intenso nas horas de maior calor e a toma de determinados medicamentos que podem afetar a capacidade de hidratação e de resposta ao calor (em especial, neurolépticos e antidepressivos) estão em maior risco.

Leia Também: Perder peso? Este alimento é dos mais recomendados por uma nutricionista

A insolação pode ocorrer se a temperatura corporal atingir os 40ºC graus e "requer cuidados médicos imediatos pois, se não for tratada, pode provocar danos nos órgãos vitais (cérebro, coração, rins...)", explica o portal da rede de saúde CUF, sublinhando que "quanto mais tarde for iniciado o tratamento, maior é a probabilidade de a insolação causar complicações graves e poder, até, ser fatal". 

Por vezes, a insolação pode ser súbita. Porém, segundo um artigo do portal do Hospital da Luz, assinado pela médica Liliana Beirão, deve estar atento a sede excessiva, sentir-se muito quente, mas não transpirar, grande fraqueza e fadiga, pele muito seca e quente, temperatura corporal acima dos 40ºC, cãibras musculares, náuseas, vómitos e diarreia, tonturas, vertigens, dor de cabeça ou convulsões, e modificação do comportamento habitual, podendo em casos extremos perder a consciência.

Leia Também: Três exercícios que garantem uma cintura mais fina após os 40 anos

Recorde-se que um militar encontra-se internado em coma induzido nos cuidados intensivos do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, desde 12 de junho, quando deu entrada após ter sofrido um golpe de calor. O incidente ocorreu enquanto o homem participava numa marcha-corrida de 15 quilómetros, no âmbito de uma prova do 139.º Curso de Comandos, que teve início a 12 de abril. 

Eis, abaixo, alguns conselhos para se proteger do sol, de acordo com a CUF:

  • Evite a exposição prolongada ao sol, sobretudo entre as 11 e as 16 horas. Procure sombras;
  • Quando for à praia/campo/piscina aplique protetor solar antes de sair de casa. As queimaduras solares afetam a capacidade de arrefecimento do organismo. Para o rosto, o protetor solar deverá ter um fator de proteção (FPS) igual ou superior a 50 e para o corpo deve ter um FPS mínimo de 30. Renove a aplicação de duas em duas horas;
  • Use roupa confortável e leve, chapéu de abas largas e óculos escuros;
  • Beba líquidos regularmente (evite as bebidas alcoólicas e com açúcar), o que ajuda o corpo a transpirar e a manter a temperatura normal;
  • Esteja atento se sofre de uma doença crónica ou toma algum medicamento cuja ação interfira com a capacidade do corpo para se manter hidratado e a uma temperatura normal (informe-se junto do seu médico assistente);
  • Evite praticar uma atividade física intensa que implique a exposição direta ou prolongada ao calor.

"Perante sinais de insolação devem ser procurados cuidados médicos de imediato num serviço de urgência hospitalar. (...) Não atrase o pedido de ajuda, uma vez que o tratamento demorado pode resultar em complicações a nível do cérebro, rins e coração", adverte a médica Liliana Beirão.

Leia Também: O alimento viciante que é eficaz a aumentar a massa muscular magra

Entretanto, deve deitar a pessoa afetada pelo golpe de calor num local arejado e à sombra. Mantenha-lhe a cabeça mais elevada, desaperte-lhe a roupa e refresque-a, passando água à temperatura ambiente por todo o corpo, aplicando toalhas húmidas ou pulverizando o seu corpo. Se a pessoa estiver consciente, dê-lhe água fresca a beber.

Por outro lado, "se a pessoa afetada pela insolação estiver inconsciente, não lhe deve dar nada de beber e deve ativar imediatamente os serviços médicos de emergência, através do número de telefone 112". 

Leia Também: As dicas de uma nutricionista para acabar com a retenção de líquidos

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório