Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 19º

Homens com este tipo de emprego têm contagem de espermatozoides mais alta

É o que sugere um novo estudo.

Homens com este tipo de emprego têm contagem de espermatozoides mais alta
Notícias ao Minuto

21:56 - 01/03/23 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Fertilidade

Sim, leu bem. O seu emprego é capaz de influenciar a contagem de espermatozoides. Aliás, segundo um novo estudo, nos homens com trabalhos fisicamente exigentes, ou seja, que envolvem levantar objetos pesados regularmente, a contagem é mais alta. 

Leia Também: Tabaco pode aumentar (em 60%) risco de infertilidade nas mulheres

Para o estudo, os investigadores concentraram-se em 377 homens, cada um relatou os seus dias típicos de trabalho, assim como a frequência com que faziam exercício e levantavam objetos pesados. 

"Os homens que relataram levantar ou mover objetos pesados com frequência no trabalho tiveram concentrações de esperma 46% maiores e contagens totais 44% maiores em comparação com homens que relataram nunca levantar ou mover objetos pesados no trabalho", explicam os cientistas, citados no jornal The Independent. 

Já os homens que faziam esforço físico em níveis pesados ou moderados no trabalho tinham "concentrações de testosterona circulante mais altas em comparação com aqueles com esforço mais leve", mas também "concentrações mais altas de estrogénio", a hormona feminina.

Leia Também: Fazer este tipo de dieta pode ajudar a resolver problemas de fertilidade

Além disso, também encontraram "resultados semelhantes" em homens que trabalham em "turnos rotativos em comparação com os turnos diurnos", assim como nos "homens envolvidos em altos níveis de esforço físico em comparação com aqueles com níveis leves no trabalho".

Mais concretamente, os homens que trabalhavam em turnos noturnos ou turnos rotativos tinham 24% mais testosterona e 45% mais concentração de estrogénio do que homens que trabalhavam apenas em turnos diurnos.

Trata-se de um estudo, disponibilizado na Human Reproduction, revista científica, que se inseriu numa investigação mais ampla sobre o impacto que fatores ambientais e de estilo de vida têm na fertilidade.

Quem o assina são cientistas da Harvard TH Chan School of Public Health (Estados Unidos) e do Mass General Brigham no Brigham and Women's Hospital (Reino Unido). 

Leia Também: Estas bebidas fazem aumentar os testículos e os níveis de testosterona?

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório