Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 25º

Baby organizer. O que é e como pode 'mudar' a experiência da maternidade

Tanya Rebelo explica.

Baby organizer. O que é e como pode 'mudar' a experiência da maternidade
Notícias ao Minuto

08:02 - 26/10/22 por Ana Rita Rebelo

Lifestyle Entrevista

Recebeu a confirmação da gravidez e, desde então, a sua vida nunca mais foi a mesma. As hormonas estão aos 'trambolhões' e tudo na sua vida é um enorme ponto de interrogação. À sua volta, dos familiares e amigos mais próximos a pessoas com quem se cruza na rua, todos têm um 'bom' conselho - ou bitaites - para dar. Adivinham-se grandes mudanças e quer estar preparada, mas nem tudo é cor-de-rosa e até o instinto maternal que a acompanha desde cedo é, volta e meia, posto à prova. São assim os meses que antecedem a chegada de um filho.

É normal que chegue a pensar: 'O que é que fui fazer com a minha vida?'. Mas se está a ler isto e a levar as mãos à cabeça, não desespere.  O apoio de um baby organizer pode ser uma mais valia durante e após a gestação.

Licenciada em ortóptica, Tanya Rebelo construiu uma sólida carreira na área da saúde durante 15 anos, mas após o nascimento do filho decidiu mudar de vida e dedicar-se a proporcionar vivências de maternidade mais positivas. O que não pode mesmo faltar na mala da maternidade? Que exames e documentos são necessários? Como conciliar a rotina do bebé com a vida profissional? Estas são algumas questões que ajuda a planear.

"A minha missão é dar a mão às mães e famílias, procurando informá-las, orientá-las e apoiá-las a todos os níveis, através de métodos de organização e planeamento altamente personalizados para o bebé e para toda a família, mas também ao nível da casa e das rotinas", explica ao Lifestyle ao Minuto

O meu papel é tentar antecipar o que pode acontecer e trazer paz e tranquilidade à família

O que é uma uma baby organizer?

Baby organizer é uma profissional que organiza cada etapa da gestação, mas não no pós-parto. O meu conceito de baby organizer é pioneiro em Portugal. Normalmente, o trabalho foca-se apenas no pré-parto (na organização do enxoval e do quarto do bebé, bem como na organização da mala da maternidade), mas não no pós-parto.  

Leia Também: Do teste ao pós-parto, tudo o que as grávidas (e recém-mamãs) devem saber

Então, em que consiste exatamente o seu trabalho?

A minha missão é dar a mão às mães e famílias, procurando informá-las, orientá-las e apoiá-las a todos os níveis, através de métodos de organização e planeamento altamente personalizados para o bebé e para toda a família, mas também ao nível da casa e das rotinas. Ou seja, existe toda uma transformação nas suas vidas a curto e longo prazo. O meu objetivo foi criar algo inovador em Portugal, tendo como base os desafios que tive que ultrapassar na minha gravidez e no pós-parto. Desta forma, comprometo-me a proporcionar pós-partos mais tranquilos às mães sem tempo, através da organização. Ajudo a criar estratégias de organização para que as mães e famílias sejam empoderadas e desfrutem de forma mais positiva e tranquila do pré e do pós-parto. O meu foco é cada vez mais ajudar no pós-parto, porque é onde está o grande desafio, sendo que esta fase tanto pode durar um mês, como um ano. O pós-parto é sempre desafiante, nunca sabemos o que nos espera, mas, por isso mesmo, todas as ajudas são bem-vindas.

Quais as vantagens de uma baby organizer para as famílias? E em particular para as futuras mães? 

Enumerando apenas alguns: ajuda a acalmar o coração de uma mãe, ajuda-a a ter mais tempo para cuidar de si e do seu bebé, a ter uma gravidez organizada e um puerpério mais calmo e tranquilo, a poupar, a ter mais paz e tranquilidade, bem como a reduzir a ansiedade e os níveis de stress, por exemplo. Os benefícios são inúmeros. Além disso, disponho de uma grande rede de apoio na área da saúde, de médicos e enfermeiros a fisioterapeutas pélvicas, por exemplo, e passo esses contatos às mães que acompanho. Por outro lado, realizo vários serviços de consultoria, únicos e personalizados, de acordo com as necessidades de  cada família, que passam pela organização e planeamento de refeições para um pós-parto tranquilo. Ensino também estratégias para a vida, nomeadamente como organizar as refeições semanais em duas horas, que traz muitos benefícios.

Recentemente, lancei uma consultoria de rotinas domésticas e preparação da casa para a chegada do bebé, de forma a facilitar a realização dessas rotinas que todos temos de fazer e que se tornam mais difíceis de executar com um bebé. O meu papel é tentar antecipar o que pode acontecer e trazer paz e tranquilidade à família. Tenho também estabelecido várias parcerias para enriquecer os meus serviços e dar uma ajuda ainda maior às mamãs, possibilitando-lhes descontos, principalmente na compra do enxoval do bebé, o que é uma grande mais valia.

Habitualmente, nós, mulheres, acreditamos que conseguimos chegar a todo o lado, mas é importante saber pedir ajuda

Esteve grávida durante a pandemia e foi nessa altura que este projeto surgiu na sua vida. Durante esse período, sente que não teve o apoio que, hoje, faz questão de assegurar que não falta a nenhuma grávida?

Nessa altura, dei por mim a questionar tudo. Estava grávida quando se deu a pandemia e comecei a organizar o meu pós-parto, porque, de repente, ficámos fechados em casa. Não ia ter ajuda nem dos meus pais, nem de ninguém, porque existia muita incerteza na altura. Procurei alguém que nos pudesse ajudar nas estratégias de organização do pós-parto, mas ninguém em Portugal prestava este tipo de serviços. Foi então que pensei: 'A organização sai-me tão naturalmente... Talvez seja por aqui o meu caminho'. Tinha o meu bebé meses e comecei a fazer um curso online de personal organizer. Depois, especializei-me em baby organizer. Não foi nada fácil despedir-me de um emprego seguro e trocar o certo pelo incerto, mas fi-lo por amor ao meu filho. Assustava-me só de pensar que não iria ser possível estar presente na vida do meu bebé, como eu sonhava, por causa do trabalho. Foi então que pedi demissão do meu trabalho e 'mergulhei' de cabeça no empreendedorismo materno. Com o nascimento do meu bebé sinto que nasceu também uma nova mulher, com outra garra e com outros sonhos. O meu papel continua a ser o mesmo: ajudar outras pessoas, mas de uma forma diferente. Hoje, estou muito feliz com o caminho que escolhi. Sempre que vou buscar o meu filho à creche e ele vem abraçar-me a correr, sei que valeu tudo a pena.

Quem são as mulheres que mais a procuram? Grávidas ou mulheres no pós-parto?

São grávidas que preparam o seu pós-parto, mas tenho muitas mães que procuram esta consultoria logo no início do pós-parto, quando percebem que a organização de refeições está a consumir muito tempo e que estão a ter uma alimentação que não pretendem, e também  quando os bebés iniciam a introdução alimentar. A boa alimentação da família é fundamental, principalmente quando a mãe está a amamentar.

Leia Também: Montessori. Tudo sobre o método de aprendizagem dos príncipes britânicos

Quais os principais mitos associados à profissão?

Habitualmente, nós, mulheres, acreditamos que conseguimos chegar a todo o lado, mas é importante saber pedir ajuda. Nesta fase, é fundamental rodearmo-nos de quem nos pode ajudar. Torna-se impossível darmos conta de tudo. Algo muito comum é haver confusão entre as profissões baby organizer e baby planner. Uma baby planner entrega uma lista detalhada do que é necessário comprar para o enxoval do bebé. Mas, como baby organizer, foco-me num programa de acompanhamento e numa transformação na vida da família.

Leia Também: Gravidez e exercício físico combinam. "A lista de benefícios é enorme"

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório