Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2023
Tempo
10º
MIN 5º MÁX 12º

Seis doenças capilares (além da alopecia) de que nunca ouviu falar

São menos conhecidas, mas muito comuns.

Seis doenças capilares (além da alopecia) de que nunca ouviu falar
Notícias ao Minuto

13:22 - 22/08/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Cabelo

A alopecia é uma doença capilar muito comum, especialmente entre a população masculina, embora cada vez mais mulheres também sofram deste problema. Mas existem outras doenças capilares, com causas múltiplas e comuns, que afetam tanto o couro cabeludo quanto o cabelo e, no pior dos cenários, se não forem tratadas adequadamente, podem levar à alopecia.

Por esse motivo, é fundamental, se for detetado algum dos sintomas, ter um diagnóstico e acompanhamento médico. A pensar nisso, Carlos Portinha, chief clinical officer da Insparya, explica, em comunicado, algumas doenças capilares menos conhecidas, mas muito comuns, que afetam também a saúde capilar

Leia também: Sofre do mesmo problema de Jada Smith? Temos boas notícias para si

1- Dermatite seborreica

É uma doença inflamatória e não contagiosa, mais comum em homens do que em mulheres, principalmente na adolescência e a partir dos 40 anos. No entanto também se pode desenvolver na infância e é provável que nos acompanhe ao longo da vida na forma de surtos.

O aparecimento desta doença deve-se geralmente a diferentes causas, desde a atividade excessiva das glândulas sebáceas ou a presença de fungos do tipo Malassezia. A dermatite seborreica pode ter uma componente genética ou tornar-se hereditária. A causa subjacente é uma alteração dos queratinócitos que faz com que estes se acumulem e descamem mais do que o normal.

2- Micose do couro cabeludo

É uma infecção causada por fungos, que normalmente ocorre no cabelo, quando aparecem áreas escamosas e secas, que podem acabar por se transformar em alopecia; e costuma causar comichão.

É uma infecção contagiosa e é mais comum em crianças de um a dois anos e em crianças em idade escolar. Segundo Carlos Portinha, "o tratamento consiste em antifúngicos orais, para eliminar o fungo causador da micose, e às vezes podem ser combinados com shampoos de sulfeto de selênio que ajudam a evitar que a infecção contagie outras pessoas".

3- Pediculose

É uma infecção causada por piolhos que vivem principalmente na nuca e nas orelhas. Espalha-se facilmente de pessoa para pessoa durante o contato direto, e é muito comum em crianças, já que a presença de piolhos é muito recorrente nas escolas. "É uma infecção que causa muita comichão, e o melhor tratamento para combatê-la é através da aplicação de loções de permetrina ou dimeticona", explica o médico.

Leia Também: Doentes com psoríase devem evitar o sol? Falámos com um dermatologista

4- Psoríase

Por outro lado, existem doenças capilares autoimunes, não contagiosas, que também podem levar à alopecia. É o caso da psoríase, caracterizada por causar manchas vermelhas, irritação e escamação da pele que provocam comichão e ardor em qualquer parte do corpo. Quando esta condição afeta o couro cabeludo, pode afetar o folículo piloso, danificando-o e causando queda de cabelo.

Obter um diagnóstico precoce e seguir o tratamento adequado evitará que essa perda se intensifique. A melhor forma de tratar esta doença é com o uso de tratamentos tópicos e shampoos, com ingredientes como ácido salicílico, alcatrão de carvão e propionato de clobetasol. "Para além disso, retinóides orais, ou medicamentos como metotrexato e ciclosporina, também podem ser utilizados. Recomendando assim a luz pulsada para melhorar os sintomas", acrescenta o médico.

5- Lúpus eritematoso

Causa inflamação da pele que afeta principalmente o rosto e o couro cabeludo. "Esta inflamação pode desencadear alopecia, pois afeta a linha do cabelo, tornando-a fraca, frágil e quebradiça", explica o diretor clínico da Insparya.

Por ser uma doença autoimune não tem cura, no entanto, pode ser controlada com medicamentos que regulam o sistema imunológico e reduzem a inflamação. Corticosteróides e minoxidil tópico ajudarão na luta contra a alopecia.

6- Líquen plano pilar

Esta condição consiste no inchaço e irritação do couro cabeludo e pode também levar a alopecia cicatricial, pelo que é mais uma vez importante um diagnóstico precoce e procurar uma equipa médica especializada em saúde capilar para que lhe seja dado o tratamento adequado o mais rapidamente possível.

Leia também: As causas da doença que deixou a mulher de Will Smith careca

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório