Meteorologia

  • 30 JUNHO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 24º

Ómicron sobrevive mais tempo em superfícies de plástico e na pele

É o que conclui um estudo japonês.

Ómicron sobrevive mais tempo em superfícies de plástico e na pele
Notícias ao Minuto

19:00 - 25/01/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Covid-19

Um grupo de investigadores japoneses descobriu que a Ómicron consegue sobreviver mais tempo em superfícies de plásticos e na pele humana, em comparação com as variantes anteriores de Covid-19, revela a Reuters.

A partir de testes laboratoriais, concluíram que o tempo médio de sobrevivência da estirpe é de 193,5 horas em superfícies plásticas. Na pele humana permanece por uma média de 21,1 horas.

Por outro lado, o tempo médio de sobrevivência do vírus original em superfícies plásticas foi de 56 horas e das variantes Alfa, Beta, Gama e Delta foi de 191,3 horas, 156,6 horas, 59,3 horas e 114,0 horas, respetivamente. 

Já em amostras de pele de cadáveres, o tempo médio de sobrevivência foi de 8,6 horas para o vírus original. Na variante Alfa foi de 19,6 horas, 19,1 horas para a Beta, 11,0 horas para a Gama e 16,8 horas para a Delta.

Todas as variantes foram inativadas depois de 15 segundos de exposição a higienizadores de mãos à base de álcool, concluíram ainda. 

Leia Também: Três sintomas de Ómicron que desvaloriza - mas não devia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório