Meteorologia

  • 17 ABRIL 2021
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Portuguesa apresenta coleção sustentável na semana de moda da Andaluzia

A designer portuguesa Mariana Soares apresenta hoje em Sevilha uma coleção de moda com materiais e técnicas de produção amigas do ambiente, com peças que podem ser usadas tanto por homens como mulheres, algumas feitas à mão.

Portuguesa apresenta coleção sustentável na semana de moda da Andaluzia
Notícias ao Minuto

15:43 - 22/03/21 por Lusa

Lifestyle Moda

Com uma paixão pelo trabalho em 'tricot', que desde criança via a mãe e a avó fazerem, algumas das peças da designer de 24 anos são tricotadas literalmente à mão, com os fios enrolados à volta dos braços e as mãos a desempenharem o papel das agulhas.

"A produção artesanal de malha é uma técnica de produção de vestuário totalmente sem desperdício. Todo o material que usamos está na peça e as sobras podem ser reaproveitadas para outra peça", refere Mariana Soares à Lusa.

Na coleção "Ataraxia", que apresenta hoje ao abrigo de um projeto que une Portugal e Espanha, a designer de Lisboa usou fio de algodão orgânico e fio de lã para as malhas, feitos em Portugal, mas também outros materiais sustentáveis como o linho e o 'lyocell', fibra feita a partir de polpa de madeira.

Entre as 27 peças da coleção cujo nome tem origem na língua grega e significa "tranquilidade de espírito" -- composta, ao todo, por 13 'looks' -, há pelo menos uma que, na verdade, podem ser duas: um macacão que se pode converter num vestido.

"É comum, em certos eventos, as pessoas levarem uma roupa para o evento e outra peça para usar depois, nas festas. Achei interessante essa ideia de as pessoas nem precisarem de trocar de roupa. Neste caso, é uma peça que se pode usar no dia a dia", conta.

Outra das características das suas criações é o facto de não se destinarem a uma estação específica do ano e serem de género neutro, isto é, poderem ser usadas tanto por homens como por mulheres, com uma aposta nas peças 'oversize'.

Mariana Soares confessa que começou a fazer peças sem género predefinido, "por uma razão muito pessoal", pois sempre se sentiu confortável com roupa mais larga e sempre lhe fez "confusão", nas lojas, a distinção entre roupa de homem e de senhora.

"É uma diferença redutora. Para mim, enquanto designer, não fazia sentido haver essa distinção. Mais do que definir a idade da pessoa ou o género, achei importante definir os ideais da pessoa que vestir a minha roupa", sublinha.

Na coleção que vai apresentar ao final da tarde na antiga cidade romana de Itálica, na província de Sevilha, capital da região espanhola da Andaluzia, vão predominar os azuis, os cinzentos e os brancos, que vão, depois, contrastar com tons cor de laranja.

Para criar a coleção "Ataraxia", Mariana Soares inspirou-se em fotografias que tirou no Oceanário de Lisboa com uma câmara instantânea que anda sempre consigo, um sítio "estranhamente calmo e relaxante" que serviu de base ao primeiro trabalho que a jovem designer apresenta ao público em nome próprio.

Os fios usados por Mariana Soares na produção das malhas são certificados e fornecidos pela empresa portuguesa Rosários4, localizada em Mira de Aire, no distrito de Leiria.

A designer conta também com a colaboração da empresa portuguesa de calçado Marita Moreno, que produz sapatos, malas e acessórios 'vegan' e ambientalmente sustentáveis.

Além de Mariana Soares, no desfile CODE41, integrado na XV Semana da Moda da Andaluzia, vão também ser apresentadas as coleções das espanholas attega (de Sevilha) e ANULA Company (de Córdoba), todas a convite do projeto INTREPIDA plus.

O projeto INTREPIDA (Internacionalização das Mulheres Empresárias de Espanha e Portugal para a Inserção, Desenvolvimento e Alianças) é uma iniciativa enquadrada no programa INTERREG Espanha-Portugal (POCTEP), financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) da União Europeia.

O objetivo é impulsionar a competitividade empresarial das pequenas e médias empresas administradas por mulheres nos dois países.

A Fundação Três Culturas do Mediterrâneo é a principal beneficiária do projeto INTREPIDA plus, juntamente com parceiros da província de Huelva, Núcleo de Empresários da Região de Portalegre (NERPOR), Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) e município de Faro.

Leia Também: Três portugueses apresentam hoje coleções na Semana da Moda de Paris

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório