Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

Cancro do intestino. Os nutrientes chave que reduzem o risco do tumor

Trata-se do segundo cancro mais mortífero.

Cancro do intestino. Os nutrientes chave que reduzem o risco do tumor
Notícias ao Minuto

11:48 - 30/09/20 por Notícias ao Minuto 

Lifestyle Cancro do intestino

Nutrientes chave presentes em alimentos como brócolos, leite e amendoins podem diminuir significativamente o risco de desenvolvimento de cancro do intestino, revela um novo estudo. 

Investigadores afirmam que alimentos ricos em folato, magnésio e lacticínios podem travar o tumor com uma das taxas de mortandade mais elevadas.  

A pesquisa, publicada no periódico Gut, apurou que ingerir uma dieta abundante nesses nutrientes pode definitivamente ajudar - porém, acrescentou que existem poucas evidências que o chá, café, cebola, peixe ou alho previnam o tumor. 

Os cientistas analisaram dados de estudos prévios acerca do cancro do intestino, informações clínicas e ensaios clínicos que avaliavam o impacto da dieta consumida e outros fatores medicinais relativamente ao aparecimento da doença.

Os fatores medicinais incluíram: aspirina; medicamentos anti- inflamatórios não esteróides (AINE), como o paracetamol; e estatinas

Entretanto, os fatores dietéticos englobaram vitaminas ou suplementos (magnésio, cálcio, ácido fólico, vitamina A, B, C, E, D, beta-caroteno e selénio); café; chá; peixe e ómega 3; lacticínios, fibra; fruta e vegetais; carne; e alcoól

Os investigadores analisaram dados recolhidos entre setembro de 1980 e junho de 2019. 

E apuraram que a toma de aspirina apresenta uma probabilidade elevada de proteger os indivíduos contra o cancro do intestino, reduzindo o risco em 14% - tomando uma dose mínima de 75mg por dia. 

Já o magnésio, presente em frutos secos, sementes e espinafres foi associado a um risco 23% menor, com a ingestão de pelo menos 255mg diariamente. 

O consumo elevado de ácido fólico, encontrado em alimentos como brócolos, feijão frade ou cereais foi identificado com uma chance entre 12 e 15% mais baixa. Apesar, dos investigadores não terem conseguido, neste caso, determinar qual seria a dosagem ideal. 

Finalmente, os lacticínios como o queijo, iogurte e leite foram relacionados a um risco entre 13 a 19% mais diminuto de desenvolver cancro do intestino. Novamente, aqui não foi possível determinar a dosagem recomendada.

Leia Também: Limpe o intestino e o corpo com este sumo detox de hortelã

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório