Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Tic-tac. Pessoas que jantam após esta hora têm maior risco de obesidade

Indivíduos que optam por jantar depois das 18h apresentam "uma maior probabilidade de engordar e de ser pouco ou nada saudáveis", alerta um novo estudo.

Tic-tac. Pessoas que jantam após esta hora têm maior risco de obesidade
Notícias ao Minuto

08:35 - 03/09/20 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Hora de jantar

Quem come a sua principal refeição do dia à noite consome mais calorias, comparativamente a quem janta cedo, revela uma pesquisa britânica realizada por investigadores do Nutrition Innovation Centre for Food and Health (NICHE) na Ulster University. 

Adicionalmente, estas pessoas tendem a ingerir uma dieta menos saudável. 

Os investigadores salientam que este estudo que inclui mais de 1,100 indivíduos estabelece uma associação entre comer uma grande porção da dose diária calórica à noite, e um nível de consumo total mais elevado e ainda uma dieta de menor qualidade. 

Leia Também: Quer emagrecer? Ciência explica os benefícios de jantar cedo

Em anos recentes tem crescido o interesse acerca de como o horário das refeições pode influenciar o metabolismo e outros processos fisiológicos. 

Pesquisas anteriores revelaram que sensações de fome seguem um forte padrão rítmico diário e são muitas vezes mais intensas no final do dia. Fenómeno esse, que pode influenciar tanto o tipo como a quantidade de comida ingerida. 

Para realizar este estudo, os académicos selecionaram um grupo de 1,177 adultos, de idades compreendidas entre os 19 e os 64 anos, do UK National Diet and Nutrition Survey que opera desde 2008 e recolhe informação detalhada sobre o consumo alimentar e ingestão de nutrientes de voluntários. 

Os participantes foram divididos em quatro grupos tendo como base a proporção de ingestão energética (IE) diária após as 18h - do menor valor, correspondendo a menos de 31,4%, até ao mais elevado que representava 48,6%. 

A qualidade da dieta também foi avaliada através da análise dos diários alimentares mantidos pelos indivíduos e usando a ferramenta Nutrient Rich Food Index, que classifica e estabelece um ranking de alimentos segundo o rácio de nutrientes relevantes que contêm relativamente ao seu conteúdo energético. 

Analisando a amostra de participantes, os investigadores concluíram que comer à noite providenciava uma média de 39,8% da IE diária. 

A pesquisa determinou ainda a existência de uma variação significativa de IE total nos diferentes grupos, com indivíduos no menor espetro de IE noturno a consumir menos calorias na totalidade durante o dia, comparativamente aos dos restantes três grupos. 

Entretanto, a qualidade da dieta também apresentou diferenças entre os grupos de voluntários que consumiram a proporção mais elevada de IE no período noturno, alcançando um resultado "significativamente pior"no Nutrient Rich Food Index, relativamente aos outros grupos. 

A investigadora de doutoramento Judith Baird disse em declarações ao jornal Mirror Online: "os dados apurados sugerem que consumir uma menor percentagem de IE à noite pode estar associado a uma menor ingestão calórica diária, enquanto que consumir uma maior porção de energia mais tarde pode estar ligada a uma dieta de pior qualidade e classificação". 

Acrescentando: "o momento de ingestão calórica é um fator importante modificável para considerar em intervenções nutricionais futuras". 

O estudo deverá ser apresentado brevemente na conferência 'European and International Conference on Obesity'.

Leia Também: O jantar caiu-lhe mal? Melhore a digestão com este sumo de maçã e aveia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório