Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 19º

Edição

Bomba relógio. Cinco sinais de que está prestes a ter um AVC

O acidente vascular cerebral (AVC) é a principal causa de morte em Portugal. Em todo o mundo, estima-se que: uma em cada seis pessoas terá um AVC; a cada segundo uma pessoa sofre um AVC; e a cada seis segundos o AVC é responsável pela morte de alguém.

Bomba relógio. Cinco sinais de que está prestes a ter um AVC
Notícias ao Minuto

09:00 - 06/06/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Acidente vascular cerebral

Para podermos perceber melhor a importância deste quadro clínico, é importante referir que, por ano, 15 milhões de pessoas no mundo sofrem um AVC e, dessas, seis milhões não sobrevivem, segundo informações disponibilizadas pela rede de hospitais privados CUF.

De acordo com a Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral, Portugal é, na Europa Ocidental, o país com a mais elevada taxa de mortalidade, sobretudo na população com menos de 65 anos de idade.

Sinais de AVC

Uma vez que o cérebro controla as funções corporais, os sinais do AVC irão variar em função da área afetada. Por exemplo, se o AVC afetar a área que controla os movimentos do corpo do lado direito, esse lado do corpo irá ficar com a mobilidade reduzida.

Como o cérebro também controla os processos mentais mais complexos, como a comunicação, as emoções, o raciocínio e o pensamento, todas estas funções tenderão a ficar afetadas após um AVC.

Um AVC ocorre de forma súbita, pela oclusão ou pela rotura de uma artéria, e, portanto, os seus efeitos no corpo são imediatos.

Quais são os sintomas de um AVC?

Estes sintomas surgem de um modo quase imediato.

De um modo geral, é simples reconhecer um AVC recorrendo à regra dos 5 F’s. Estes sintomas podem surgir de forma isolada ou em combinação:

Face: a face pode ficar assimétrica de uma forma súbita, parecendo um “canto da boca” ou uma das pálpebras estarem descaídos. Estes sinais poderão ser melhor percebidos se a pessoa afetada tentar sorrir.

Força: é comum um braço ou uma perna perderem subitamente a força ou ocorrer uma súbita falta de equilíbrio.

Fala: a fala pode parecer estranha ou incompreensível e o discurso não fazer sentido. Com frequência, a pessoa parece não compreender o que se lhe diz.

Falta de visão súbita: a perda súbita de visão, de um ou de ambos os olhos, é um sintoma frequente num AVC, bem como a visão dupla.

Forte dor de cabeça: igualmente, é importante valorizar uma dor de cabeça súbita e muito intensa, diferente do padrão habitual e sem causa aparente.

Quais os fatores de risco para o AVC?

Os fatores de risco são muito numerosos e, quanto maior for o seu número, maior o risco de ocorrência de um AVC.

Alguns desses fatores não são controláveis, como a idade, o género (mais frequente nos homens) e a genética. Em relação à idade, é importante referir que cerca de 25% dos AVCs ocorrem em pessoas jovens.

A diabetes, a hipertensão arterial, o colesterol, a obesidade, o sedentarismo, as arritmias, a displasia fibromuscular, o consumo de tabaco e de álcool também aumentam o risco de AVC.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório