Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Casamento à beira do fim? A culpa pode ser dos genes, revela estudo

Uma equipa de investigadores da Universidade de Binghampton apurou que determinados genes podem impactar na qualidade do casamento.

Casamento à beira do fim? A culpa pode ser dos genes, revela estudo

Se o seu casamento está à beira do fim, então saiba que em parte a culpa poderá ser dos genes.

Os investigadores britânicos afirmam que os genes denominados de recetores de oxitocina (OXTR), influenciam a forma como os parceiros se apoiam um ao outro – um fator determinante na qualidade de qualquer relacionamento amoroso.

O professor e médico Richard Mattson, que liderou a pesquisa, disse ao Mirror Online: “Estudos anteriores já haviam sugerido que a qualidade do matrimónio é, pelo menos parcialmente, impactada por fatores genéticos, e que a oxitocina poderá ser um indicador relevante quando se trata de apoio e de suporte social – um fator crítico das relações íntimas”.

“Todavia somos os primeiros a descobrir evidências científicas que a variação em genes específicos relacionados com o funcionamento dos recetores de oxitocina podem impactar a qualidade geral do matrimónio, em parte, porque são relevantes quanto à forma como os indivíduos apoiam e recebem apoio do parceiro”.

O estudo envolveu 79 casais, aos quais foi solicitado que pensassem num assunto para discutirem com o parceiro.

Esses assuntos foram discutidos pelos casais durante 10 minutos, e a fala dos voluntários foi gravada de modo a ser mais tarde descodificada.

Cada participante forneceu ainda amostras de saliva para serem posteriormente analisadas em laboratório.

Uma análise dos resultados revelou que certos genes impactam de facto na qualidade do matrimónio.

Mattson afirmou: “Apurámos que a variação de duas localizações particulares nos OXTR impactavam no comportamento tanto dos maridos como das esposas, e que as diferenças no comportamento entre os casais tinham menores efeitos cumulativos nas avaliações gerais pertinentes ao suporte que prestavam ao parceiro, e daí na qualidade marital geral”.

Os investigadores esperam os dados apurados sirvam de encorajamento para a realização de mais estudos que examinem o papel dos genes nos relacionamentos amorosos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório