Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2019
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Orgasmo: Oito motivos que impedem as mulheres de atingir o clímax

O orgasmo feminino continua a ser um mistério para muitas pessoas, incluindo médicos e cientistas...

Orgasmo: Oito motivos que impedem as mulheres de atingir o clímax

Se a verdade é que muito já foi dito sobre o clímax das mulheres durante uma relação sexual, o facto é que nem todas conseguem atingir o orgasmo - algumas admitem, inclusive, nunca ter tido um.

Diversos fatores - psicológicos, emocionais, físicos e até hormonais - influenciam o orgasmo.

A BBC News Mundo, avaliou oito motivos que podem impedir as mulheres de atingir o clímax sexual:

Experiências negativas do passado

Se a mulher passou por uma situação traumática no passado, que a deixa ‘bloqueada’ nas relações sexuais, é aconselhável que compartilhe com o parceiro o que sente.

É ainda importante procurar a ajuda de um especialista, como um psicólogo ou psiquiatra, para enfrentar o trauma.

Stress e cansaço

Héctor Galván, diretor clínico do Instituto de Psicologia e Sexologia de Madrid, em Espanha, recebe no seu consultório mulheres que acham difícil chegar ao orgasmo por vergonha ou sentimento de culpa, provenientes de uma educação muito conservadora. Mas, segundo ele, casos como estes são uma minoria.

Um dos principais fatores que o clínico observa nas pacientes é o nível de stress.

"O organismo pode começar a sentir desejo e excitação (que são as duas fases anteriores ao orgasmo) com algum nível de stress e cansaço, mas a fase final do orgasmo exige que estejamos relaxados”.

Permanecer em silêncio

"Muitas pessoas têm dificuldade, durante os relacionamentos, de dirigir o parceiro, pedindo mudanças e ajustes na prática sexual", explicou o sexólogo.

"Nas consultas, há mulheres que dizem que quando estão prestes a atingir o orgasmo, o parceiro muda o ritmo ou interrompe a penetração, mas nunca lhe disseram”.

Por isso, acrescenta o especialista, um foco importante do tratamento é estabelecer uma boa comunicação não só antes e depois da relação sexual, mas durante.

Estimulação escassa e ineficaz

Segundo Galván, nos últimos anos notou-se uma melhoria nos casais heterossexuais relativamente ao tempo que dedicam à estimulação antes da penetração.

"Décadas atrás, era mais comum que os papéis fossem mais assimétricos, com o homem em busca do seu prazer rápido, mas isso tem evoluído”.

Falta de desejo sexual

O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS) explica que a falta de desejo sexual pode afetar as mulheres em diferentes fases da vida.

Por exemplo, durante a gravidez, após o parto, em situações de stress e na menopausa.

A depressão, os traumas psicológicos, o uso de certos medicamentos e os distúrbios hormonais podem impactar negativamente no sexo e consequentemente no orgasmo.

A auto-cobrança

O sexólogo conta que, quando analisa o perfil de algumas pacientes, depara com traços de personalidade que tendem a ser um pouco controladores, obsessivos e perfeccionistas.

"Quando por algum motivo, uma pessoa que geralmente atingia o orgasmo não consegue - e apresenta um perfil de auto-cobrança -, esta passa a observar-se a si mesma, a testar se consegue atingir o orgasmo. E essa atitude torna impossível alcançá-lo, uma vez que se cria uma tensão focada no seu próprio desempenho”.

Diante disso, relaxar e aproveitar são os pontos essenciais.

Dor no ato sexual

No campo ginecológico, existem fatores que também afetam a capacidade da mulher atingir o orgasmo.

Um deles é o vaginismo, contração involuntária dos músculos da vagina, "tornando o ato sexual doloroso ou impossível", explica a NHS.

Problemas no relacionamento

Outro problema apontado pelo especialista se encontra na base do relacionamento.

"Às vezes, chega-me um casal com um problema sexual, como anorgasmia (ausência de orgasmo) na mulher, e na avaliação que fazemos, descobrimos que existem sérios problemas no relacionamento", explica o médico.

Se for esse o caso, a recomendação é tentar se concentrar na solução dos problemas que afetam não apenas a vida sexual, mas também outros setores da vida do casal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório