Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Perigo. Resistência a antibióticos causa 33 mil mortes por ano na Europa

No Dia Europeu de Sensibilização para os Antibióticos que se celebra hoje, domingo, dia 18 de novembro, a Comissão Europeia alerta: "temos de unir as nossas forças para acabar com a utilização desnecessária de antibióticos".

Perigo. Resistência a antibióticos causa 33 mil mortes por ano na Europa
Notícias ao Minuto

08:00 - 18/11/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Alerta saúde pública

A Comissão Europeia publicou os resultados de um novo estudo Eurobarómetro sobre o conhecimento público em matéria de antibióticos e sobre as tendências gerais da sua utilização, na perspetiva do 11.º Dia Europeu de Sensibilização para os Antibióticos. O estudo mostra que se verificou uma evolução positiva na utilização de antibióticos.

Dos inquiridos, 32% afirmaram ter consumido antibióticos nos últimos 12 meses, em comparação com o valor de 40% resultante do inquérito de 2009. No entanto, muitos destes antibióticos foram utilizados desnecessariamente: 20% dos antibióticos foram utilizados para uma gripe ou constipação e 7% das pessoas tomaram-nos sem receita médica. 66% dos inquiridos sabem que os antibióticos não fazem efeito contra constipações e 43% estão conscientes de que os antibióticos são ineficazes contra os vírus. Mais de dois terços das pessoas gostariam de dispor de mais informações sobre os antibióticos.

Em reação a estes números, e por ocasião do Dia Europeu de Sensibilização para os Antibióticos, o Comissário Vytenis Andriukaitis declarou: "Este Eurobarómetro mostra que são necessários mais esforços para aumentar a sensibilização e o conhecimento sobre os agentes antimicrobianos junto dos cidadãos. Além disso, as últimas estimativas de 33 mil mortes por ano na Europa devido à resistência antimicrobiana devem servir de alerta para todos nós. A maioria destas mortes pode ser evitada ao impedir a utilização desnecessária de antibióticos e através de um melhor diagnóstico e prevenção de infeções nos hospitais e nas comunidades. Apelo a todos os que têm influência na prevenção e no tratamento de infeções para que redobrem os seus esforços para combater a ameaça da resistência antimicrobiana. Para além de aumentar a sensibilização e melhorar os conhecimentos, devemos unir forças e combater a resistência antimicrobiana da perspetiva da saúde animal e do ambiente, bem como do ângulo da saúde humana. Dentro de alguns dias, o Conselho dará luz verde a uma nova legislação europeia em matéria de medicamentos veterinários e alimentos medicamentosos para animais, um importante avanço neste domínio". 

Os resultados do inquérito Eurobarómetro e o relatório do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) serão hoje apresentados em Bruxelas, na conferência do Dia Europeu de Sensibilização para os Antibióticos de 2018: 'Uma só saúde para manter a eficácia dos antibióticos'.

Nos últimos 15 anos, a UE esteve na linha da frente na luta contra a resistência antimicrobiana. No ano passado, foi adotado um novo plano de ação global da UE em matéria de RAM, que fixa os objetivos da Comissão para combater a resistência antimicrobiana no âmbito das políticas em matéria de saúde humana, de saúde animal e de ambiente.

Um marco importante será a futura legislação europeia sobre medicamentos veterinários e alimentos medicamentosos para animais, que estabelece uma vasta gama de medidas concretas para combater a resistência antimicrobiana e promover uma utilização prudente e responsável dos agentes antimicrobianos. A partir de 2022, será proibida na UE a utilização de agentes antimicrobianos para a promoção do crescimento em animais, bem como a utilização preventiva de agentes antimicrobianos através de alimentos medicamentosos para animais e em grupos de animais. Haverá também restrições à utilização metafilática de agentes antimicrobianos e a possibilidade de reservar alguns agentes antimicrobianos para exclusivo uso humano. Além disso, para as suas exportações para a UE, os países terceiros terão de respeitar a proibição do uso de agentes antimicrobianos para promover o crescimento, bem como as restrições aos agentes antimicrobianos reservados para uso humano. A nova regulamentação da UE virá assim melhorar a proteção dos consumidores europeus contra o risco de propagação da resistência antimicrobiana através da importação de animais ou produtos de origem animal.

Dado que a resistência antimicrobiana é um desafio importante, tanto a nível da UE como a nível mundial, a colaboração internacional reveste-se da maior importância. A UE continua a apoiar a colaboração e a reforçar as orientações em matéria de resistência antimicrobiana em organizações internacionais pertinentes (como a OMS, a OIE e a FAO), e continua a desempenhar um papel ativo e de liderança nos trabalhos do G20.

Contexto

A resistência aos agentes antimicrobianos (RAM) é a resistência de um microrganismo a um medicamento antimicrobiano ao qual era originalmente sensível. A RAM ocorre naturalmente, mas o fenómeno aumentou exponencialmente devido à utilização excessiva e inadequada de medicamentos antimicrobianos e ao mau controlo de infeções e práticas deficientes de higiene nos seres humanos e nos animais. Um estudo do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) e do Grupo de Colaboração da RAM, recentemente publicado na revista Lancet, estimou que as infeções por bactérias resistentes aos antibióticos terão causado 33 mil mortes em 2015 na Europa.

A luta contra a RAM não só conduz a uma melhor saúde, mas também tem grandes benefícios económicos. O relatório da OCDE, publicado no início deste mês (com o apoio da Comissão e do ECDC), estima que, ao intensificar os nossos esforços para combater a RAM, podemos poupar até 4,8 mil milhões de dólares por ano na Europa, na América do Norte e na Austrália.

O Dia Europeu de Sensibilização para os Antibióticos é uma iniciativa europeia em matéria de saúde coordenada pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC), em parceria com a Comissão Europeia, que visa proporcionar uma plataforma e dar apoio às campanhas nacionais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório