Meteorologia

  • 19 FEVEREIRO 2019
Tempo
MIN 9º MÁX 10º

Edição

Sete mulheres acusam Ryan Adams de assédio sexual

Ao todo foram sete as vozes que se manifestaram contra o artista. No entanto, o cantor nega todas as alegações.

Sete mulheres acusam Ryan Adams de assédio sexual
Notícias ao Minuto

08:17 - 14/02/19 por Marina Gonçalves 

Fama Polémica

Aos 44 anos, Ryan Adams vê o seu nome envolvido num escândalo sexual. De acordo com o The New York Times, sete mulheres acusaram o artista de assédio sexual.

As alegadas vítimas descrevem que o cantor teve um comportamento manipulador, oferecendo oportunidades de carreira enquanto que buscava ao mesmo tempo artistas femininas para ter relações sexuais. Em alguns casos, alegam as testemunhas, Ryan ter-se-á tornado “dominador e vingativo, negando as suas ofertas sexuais quando rejeitado e submetendo as mulheres a abusos emocionais e verbais, além de assédio em textos e redes sociais”, adianta o artigo do jornal referido.

Desde uma adolescente que vive numa pequena cidade até à ex-mulher de Adams, Mandy Moore, todas alegam que o músico explorou e reprimiu as suas ambições. “A música era um ponto de controlo para ele”, afirmou Moore.

Um dos casos é uma jovem fã que na altura que começou a falar com Adams, em 2013, tinha apenas 14 anos. Foram muitas as mensagens trocadas por ambos, incluindo vidochamadas "nas quais Ryan se expunha durante sexo por telefone". Isto sem nunca se conhecerem pessoalmente.

Muitas vezes a jovem era questionada em relação à sua idade e esta terá dito algumas vezes que era mais velha do que era na realidade. “Eu ficaria em apuros se alguém soubesse que conversamos assim”, terá escrito Ryan numa das mensagens enviadas à jovem em novembro de 2014.

No entanto, o advogado do artista, Andrew B. Brettler, negou todas as afirmações contra o seu cliente e argumentou que este não se lembra da troca de mensagens com a jovem. “O Sr. Adams nega inequivocamente que se tenha envolvido em comunicações sexuais inapropriadas online com alguém que ele soubesse que era menor”, adiantou Brettler.

Além disso, Ryan explicou, através do advogado, que não tinha o poder de iniciar ou terminar carreiras, negando as acusações expostas no jornal.

Mas não ficou por aqui e lembrou as interações com as mulheres de uma maneira diferente, referindo-se a algumas acusações como “reclamação de pessoas insatisfeitas”, que culpam Adams por deceções pessoais ou profissionais e que agora queriam prejudicá-lo.

Após o artigo ter sido publicado, o músico partilhou uma série de tweets onde pedia desculpa a “quem terá machucado, não intencionalmente”. Ainda assim, não deixa de contestar a precisão da reportagem.

“Como alguém que sempre tentou espalhar alegria através da minha música e da minha vida, saber que algumas pessoas acreditam que fiz alguém sofrer entristece-me muito. Estou decidido a trabalhar para ser o melhor homem que posso ser”, começou por dizer, falando de seguida da reportagem. “Alguns dos detalhes são deturpados, alguns são exagerados, alguns são claramente falsos. Nunca tive intenções inapropriadas com alguém que soubesse que era menor de idade”, assegurou.

“Não sou um homem perfeito e cometi muitos erros. A quem eu já tenha magoado, não intencionalmente, peço desculpa”, rematou.

 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório