Meteorologia

  • 30 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 20º MÁX 31º

Edição

"É preciso que sejam afastadas as medidas que afetariam o comércio"

A economia mundial deve evitar "restrições" comerciais e migratórias que possam travar a dinâmica atual e deteriorar as condições de vida no globo, defendeu hoje a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde. "É preciso que sejam afastadas medidas que afetariam o comércio"

"É preciso que sejam afastadas as medidas que afetariam o comércio"
Notícias ao Minuto

17:34 - 14/03/17 por Lusa

Economia Lagarde

"Devemos evitar coletivamente impor danos a nós próprios. É preciso que sejam afastadas as medidas que afetariam gravemente o comércio, migrações, o fluxo de capitais e a partilha de tecnologias", assegurou a dirigente numa mensagem por ocasião da reunião dos ministros das Finanças e responsáveis de bancos centrais do G20 que vai decorrer em Baden-Baden, na Alemanha.

A administração Trump ameaça vários parceiros, incluindo China e México, com medidas protecionistas, que pretendem criar emprego em território norte-americano, com o risco de desencadear medidas de represália e uma guerra comercial.

"As restrições trariam pouco aos que são afetados pelo desenvolvimento do comércio e pela tecnologia", afirma a instituição num relatório divulgado hoje.

Segundo o FMI, as medidas protecionistas aumentariam o custo de vida, prejudicando os que têm rendimentos mais baixos.

O FMI defende igualmente o multilateralismo que a administração Trump criticou várias vezes com críticas à Organização Mundial do Comércio (OMC).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório