Meteorologia

  • 29 MARçO 2020
Tempo
19º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Faturação do setor do 'catering' cai 5,2% em 2015

A faturação do 'catering' diminuiu 5,2% para 550 milhões de euros em 2015 face a 2014, devido à "forte pressão sobre os preços do serviço" num setor concentrado em poucos operadores, conclui um estudo da Informa D&B.

Faturação do setor do 'catering' cai 5,2% em 2015
Notícias ao Minuto

12:42 - 07/11/16 por Lusa

Economia Informa D&B

"A oferta setorial apresenta uma forte concentração num número reduzido de operadores, detendo os cinco principais uma quota de mercado conjunta de 75%" e os dez maiores uma fatia de 84%, lê-se no trabalho sobre Portugal, da Informa D&B hoje divulgado.

Segundo as conclusões do estudo, o segmento da restauração coletiva "é o mais importante do setor", mas registou em 2015 uma "descida significativa de vendas" de 7,4%, para 435 milhões de euros, que se traduziu na redução do seu peso no total do setor para 79%, menos dois pontos percentuais (p.p.) que no ano anterior.

A diminuição das receitas neste segmento é sobretudo atribuída à "forte pressão sobre os preços, nomeadamente no âmbito dos organismos dependentes da Administração Pública".

O 'catering' para o setor do transporte, pelo contrário, teve um aumento de 3,2% na faturação, para 65 milhões de euros, impulsionado pelo "significativo aumento do tráfego de passageiros nos aeroportos portugueses" e que elevou a sua quota no setor para 11,8%.

Na mesma linha, o segmento de 'catering' para eventos ou de gama alta, "muito dependente da evolução do consumo privado e das despesas das empresas", viu a faturação subir 6,4% em 2015, para 50 milhões de euros, o que representou 9,1% do total do mercado.

De acordo com o estudo, em 2014 havia 1.066 empresas em atividade no setor de 'catering', responsáveis por cerca de 18.450 empregos, caraterizando-se a oferta setorial pela existência de um elevado número de pequenas empresas e de um reduzido grupo de grandes empresas, estas últimas responsáveis pela maior parte do emprego e volume de negócios gerados.

Assim, cerca de 92% das empresas do setor tinham menos de 10 trabalhadores em 2014 e apenas 24 unidades tinham mais de 49 pessoas ao serviço.

Segundo a Informa D&B, "a débil recuperação da procura continuará a afetar as empresas de 'catering' a curto prazo, em especial as que operam no segmento de restauração coletiva, no qual se manterá a situação atual de forte concorrência e pressão sobre os preços".

Já o segmento de 'catering' para o setor do transporte "continuará a ganhar peso no setor, devido à continuação da tendência de aumento do tráfego de passageiros nos aeroportos portugueses, enquanto no 'catering' para eventos ou de gama alta também se manterá a tendência de crescimento".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório