Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Papel comercial é 'bomba relógio' que passará de mãos

Processo está ‘congelado’ até venda estar concluída. Regras europeias e ‘confusão’ entre reguladores deverão ‘empurrar’ resolução do problema para novo dono.

Papel comercial é 'bomba relógio' que passará de mãos

O problema dos clientes do BES que compraram papel comercial do Grupo Espírito Santo ainda não tem fim à vista. O processo de venda do Novo Banco parou o processo de resolução e agora, segundo o Jornal de Negócios, a responsabilidade de resolver o problema pode mudar de mãos.

As limitações legais, a posição das autoridades europeias e principalmente as acusações mútuas e rejeição de responsabilidades por parte da CMVM e Banco de Portugal deverão ‘empurrar’ o processo para as mãos do comprador do Novo banco.

A liderança de Stock da Cunha esclareceu recentemente que o Novo Banco não iria assumir a totalidade das perdas dos clientes. A mais recente proposta de resolução foi rejeitada, uma vez que apenas garantia a devolução de cerca de 30% do investimento perdido.

O governador do Banco de Portugal vai estar hoje presente no Parlamento para a comissão de orçamento e finanças, onde deverá esclarecer algumas das questões em relação ao problema do papel comercial do GES.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório