Meteorologia

  • 01 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Zeinal Bava não se recorda quem decidiu investir em dívida da ESI

O antigo presidente executivo da Oi e da Portugal Telecom (PT), Zeinal Bava, disse hoje não se lembrar de quem na PT decidiu investir 500 milhões de euros em dívida da Espírito Santo International (ESI).

Zeinal Bava não se recorda quem decidiu investir em dívida da ESI
Notícias ao Minuto

18:16 - 26/02/15 por Lusa

Economia Caso BES

"Não vou dizer que foi fulano, sicrano ou beltrano, não me recordo", disse Zeinal Bava na comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES).

O responsável estava a ser confrontado com o investimento da PT em maio de 2013 em 500 milhões de euros de dívida da ESI, do GES.

"Não tenho memória desse tema específico", declarou o gestor.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a 31 de dezembro de 2013, a PT indicava que tinha uma dívida de 750 milhões de euros da ESI, do grupo GES, no final desse ano.

A ocultação de dívida na ESI tem sido um dos temas centrais da comissão de inquérito e foi um dos elementos que contribuiu para a queda do GES e do BES.

A comissão de inquérito teve a primeira audição a 17 de novembro passado e tinha inicialmente um prazo total de 120 dias, até 19 de fevereiro, mas foi prolongado por mais 60 dias.

Os trabalhos dos parlamentares têm por objetivo "apurar as práticas da anterior gestão do BES, o papel dos auditores externos e as relações entre o BES e o conjunto de entidades integrantes do universo do GES, designadamente os métodos e veículos utilizados pelo BES para financiar essas entidades".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório