Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 14º

Quem tem mulher-a-dias na mira do Fisco

Os portugueses que têm empregada doméstica arriscam-se a ter de declarar mensalmente o salário que lhes pagam e os descontos que fazem para a Segurança Social, revela esta sexta-feira o Jornal de Negócios.

Quem tem mulher-a-dias na mira do Fisco
Notícias ao Minuto

08:23 - 14/12/12 por Notícias Ao Minuto

Economia Orçamento

Até agora, os contribuintes estavam obrigados a declarar anualmente, através da Declaração Modelo 10, o pagamento do trabalho dependente. Mas, de acordo com o artigo 119º do Código do IRS, que consta da proposta do Orçamento do Estado para 2013, esta obrigação passará a ser mensal, mais concretamente até ao dia 10 do mês seguinte ao pagamento do salário, e tem de ser cumprida por todos os que paguem a um trabalhador por conta de outrem.

Paula Franco, da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC), explica ao Jornal de Negócios que nesta definição cabe “uma trabalhadora doméstica” porque “nunca é independente” e “responde a uma hierarquia, [ou seja], faz trabalho subordinado e cumpre um horário de trabalho”.

Esta nova lei obrigará também a reportar alguns rendimentos até agora excluídos de tributação, como “é o caso dos prémios literários, artísticos e científicos (…), bem como dos rendimentos do trabalho não sujeitos, total ou parcialmente, como é o caso das indemnizações por cessação de contrato de trabalho”, avança o advogado Ricardo da Palma Borges, ao Negócios.

Estes casos podem, no entanto, ser alvo de excepções se for publicada uma portaria do Ministério das Finanças, sublinha o jornal.

Mas se nada for feito, a nova regra da Declaração Modelo 10 começa a ser aplicada em Fevereiro do próximo ano.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório