Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
35º
MIN 20º MÁX 37º

Foi a 1.ª vez que NAV fez "distribuição extraordinária" de resultados

O presidente da NAV Portugal, Pedro Ângelo, sinalizou que, do seu conhecimento, foi em 2023 a primeira vez que a empresa fez uma distribuição extraordinária de resultados.

Foi a 1.ª vez que NAV fez "distribuição extraordinária" de resultados
Notícias ao Minuto

17:04 - 11/07/24 por Lusa

Economia NAV

"Não tenho conhecimento que no passado tenha ocorrido uma distribuição extraordinária", apontou Pedro Ângelo, numa audição na Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública.

 

Esta distribuição extraordinária foi pedida pelo Ministério das Finanças, então liderado por Fernando Medina, em dezembro de 2023, sendo que na altura o montante pedido foi de 50 milhões de euros.

Perante este pedido, a NAV verificou as reservas acumuladas que tinha disponíveis e comprometeu-se a dividendos extraordinários de 19,6 milhões de euros.

A distribuição ocorreu em 28 dezembro e, questionado sobre se esta operação devia ter sido realizada, Pedro Ângelo defendeu que, "é uma competência do acionista" à qual não se deve imiscuir.

"A administração, aquando a aprovação de contas faz uma proposta, mas quem decide a aplicação dos resultados é o acionista", sublinhou o responsável.

Já para este ano, a proposta de aplicação de resultados pela administração é de "uma distribuição de 50% do resultado líquido", que deverá ascender a cerca de 8,7 milhões de euros, apontou Pedro Ângelo.

Esta audição, a par com outras duas ao ex-presidente da Águas de Portugal e à presidente da Casa da Moeda, foram pedidas pelo CDS-PP, tendo em conta os dividendos extraídos destas empresas públicas e o seu impacto na redução da dívida pública, um tema que consta da análise feita pela UTAO (Unidade Técnica de Apoio Orçamental). 

O documento do organismo liderado por Rui Baleiras classificou a redução da dívida pública como "artificial", alertando que "a obrigação de servir a dívida detida por entidades públicas permanece para os contribuintes".

Leia Também: Finanças pediram dividendo de 50 milhões em 2023, NAV só deu 20 milhões

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório