Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 25º

Rock in Rio Lisboa? Há 97% mais queixas do que em toda a edição de 2022

Portal da Queixa revelou que no topo das queixas estão "problemas com os bilhetes".

Rock in Rio Lisboa? Há 97% mais queixas do que em toda a edição de 2022
Notícias ao Minuto

21:11 - 17/06/24 por Notícias ao Minuto

Economia Rock in Rio

As queixas sobre a décima edição do festival Rock in Rio Lisboa - que começou no fim de semana de 15 e 16 de junho - dispararam 97% face à totalidade da edição de 2022, explicou o Portal da Queixa, em comunicado.

"Dos inúmeros casos registados na plataforma, constam relatos de problemas com os bilhetes, com a falta de organização, a má qualidade do som e a falta de resposta na alimentação. A maioria das queixas (69,0%) aponta o dedo à organização do Rock in Rio Lisboa", lê-se na nota informativa.

O Portal da Queixa informa que "nem tudo está a correr bem" este ano, em que só no primeiro fim de semana já se registaram mais 97% de queixas do que em toda a edição de 2022.

Entre os principais motivos de reclamação destacam-se os "problemas com os bilhetes", a motivar 32,8% das ocorrências. A falta de organização, por sua vez, "soma 15,5% das queixas, onde são relatados problemas para aceder ao recinto do evento, sobrelotação, filas, etc.".

Por outro lado, a "má qualidade do som" representa 8,6% das queixas, ao passo que a alimentação - "onde são denunciados casos de alimentos e água retidos na entrada do evento, falta de comida e valores abusivos" - gerou 6,9% das queixas.

"Piso péssimo, imenso pó, sem sombras, casas de banho com filas"

O Portal da Queixa cita uma reclamação particular, feita a 16 de junho, onde são apontados vários problemas. "Entre as três piores organizações de espetáculos musicais onde já estive. Felizmente saí antes de acabar. O som do palco principal, péssimo, mau, muito mau, as infraestruturas não eram funcionais, filas intermináveis para tudo, desde a alimentação aos WC. Com as pessoas a cruzar e a acumular-nos entre espaços", escreveu o queixoso.

O mesmo homem mostrou-se espantado que "tantos estudos feitos sobre este espaço, sua funcionalidade, sua lotação, e seus custos astronómicos, culminem nesta péssima utilização".

Outra queixosa, por sua vez, criticou o "piso péssimo, imenso pó, sem sombras, casas de banho com filas (...), som péssimo (principalmente no Palco Mundo), e alimentação sem conseguir dar vazão à multidão que estava no recinto".

Produtora "não tem dado resposta"

O Portal da Queixa conclui a sua nota informativa explicando que 69,0% das queixas foram dirigidas à produtora do Rock in Rio Lisboa, que "não tem dado resposta aos problemas que lhe são expostos". "O Índice de Satisfação atual é fraco, pois está pontuado pelos consumidores em 35,4 (em 100), a Taxa de Resposta é de 2,7% e a Taxa de Solução é de 20,0%", diz a plataforma.

As restantes denúncias, representando 31,0% do total, foram dirigidas às bilhetes online See Tickets e Ticketline.

Leia Também: RiR lamenta "excesso de rigor", mas recusa "agressão" a Sónia Tavares

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório