Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

Produção de rubis em Moçambique com forte queda no 1.º trimestre do ano

A produção de rubis em Moçambique caiu 55% no primeiro trimestre, em termos homólogos, para 252,6 mil quilates, devido a problemas na maior mina nacional, segundo dados da execução orçamental consultados hoje pela Lusa.

Produção de rubis em Moçambique com forte queda no 1.º trimestre do ano
Notícias ao Minuto

07:50 - 22/05/24 por Lusa

Economia Moçambique

"Apresenta um baixo desempenho, situado em 8% em relação ao plano anual e um decréscimo da produção na ordem de 55% em relação ao período homólogo", lê-se no relatório de execução orçamental de janeiro a março, do Ministério da Economia e Finanças.

A produção global de rubis em Moçambique já tinha recuado no ano de 2023, para 2,7 milhões de quilates, contra 4,2 milhões de quilates em 2022 e cinco milhões de quilates em 2021.

Nos primeiros três meses de 2024, a produção recuou para 252.665 quilates de rubis, contra 567.463 quilates no mesmo período de 2023.

"Este resultado deveu-se em grande medida aos baixos níveis de produção da maior produtora deste mineral, associado a avaria no equipamento produtivo e aos ataques ocorridos à sua mina nos últimos tempos", lê-se no relatório.

A exploração de rubis na mina da MRM em Cabo Delgado, norte de Moçambique, a maior do país, rendeu desde 2012 quase mil milhões de euros, segundo dados divulgados no final de abril pela Gemfields, que detém 75% da empresa.

De acordo com os dados até dezembro do relatório "Fator G para Recursos Naturais", que visa promover a "transparência" sobre o nível de riqueza dos recursos humanos partilhados pela Gemfields "com os governos dos países anfitriões" provenientes dos setores mineiro, petrolífero, gás madeira e pesca, a Montepuez Rubi Mining (MRM) teve uma receita total de 151,3 milhões de dólares (141 milhões de euros) em 2023.

Desde que a Gemfields adquiriu os 75% da MRM -- em fevereiro de 2012, ano do início da exploração mineira, tendo os leilões de rubis iniciado dois anos depois --, a mina acumula receitas superiores a 1.055 milhões de dólares (982,7 milhões de euros), tendo pago ao Estado moçambicano, no mesmo período, 257,4 milhões de dólares (239,7 milhões de euros).

No ano passado, a MRM pagou ao Estado moçambicano 53,2 milhões de dólares (49,6 milhões de euros) em 'royalties' e impostos, segundo o mesmo relatório.

A MRM é uma empresa moçambicana que opera no depósito de rubis de Montepuez, localizado no nordeste de Moçambique, na província de Cabo Delgado, abrangendo aproximadamente 33.600 hectares.

"Acredita-se que seja o depósito de rubis mais significativo recentemente descoberto no mundo", refere a empresa, que garante ter criado localmente mais de 1.500 postos de trabalho, 95% dos quais para moçambicanos, sendo 65% oriundos de Cabo Delgado.

A MRM é detida em 75% pela Gemfields e em 25% pela Mwiriti Limitada, uma empresa moçambicana.

Leia Também: Moçambique anuncia investimento de mais de 900 milhões no Porto de Pemba

Recomendados para si

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório