Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
23º
MIN 12º MÁX 24º

Principais bancos com mais 24 trabalhadores e menos duas agências

Os cincos principais bancos sediados em Portugal terminaram o primeiro trimestre com mais 24 trabalhadores do que no final de 2023, tendo perdido duas agências no espaço de três meses.

Principais bancos com mais 24 trabalhadores e menos duas agências
Notícias ao Minuto

22:16 - 16/05/24 por Lusa

Economia Banca

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) manteve-se, entre as instituições financeiras analisadas, como a que mais trabalhadores emprega no final de março. À data do fim do primeiro trimestre, o banco público contava com 6.245 trabalhadores em Portugal em toda a sua atividade, mais dois que no final de dezembro.

Em termos homólogos, as contas enviadas hoje ao mercado registam agora mais 458 trabalhadores face a março de 2023, mas os 5.787 funcionários comunicados no ano passado apenas diziam respeito a trabalhadores afetos à atividade bancária.

Por sua vez, o número de balcões do banco público manteve-se em 515.

O Millennium BCP, banco privado com maior número de funcionários, aumentou em 27 o número de funcionários no primeiro trimestre, apesar da descida de quatro no espaço de um ano. No final de março, a instituição liderada por Miguel Maya contava com 6.269 funcionários e 399 balcões.

O Santander Totta baixou a sua força de trabalho em 35 funcionários em cadeia, para 4.580 trabalhadores, enquanto o número de balcões desceu em dois, para 332. Em termos homólogos, o banco conta com menos 97 trabalhadores e menos quatro agências.

O BPI mantém os 316 postos de atendimento com que fechou o ano e ganhou 12 trabalhadores no período. Em termos homólogos, o banco, perdeu 111 trabalhadores e três agências terminando o trimestre com 4.275 funcionários.

O Novo Banco aumentou o seu número de trabalhadores em 18 para 4.227 em relação a dezembro, acabando os primeiros três meses com mais 122 trabalhadores face a março de 2023, apesar de ter reduzido em dois o seu número de postos de atendimento, para 290.

Em 31 de março deste ano, os cinco bancos em análise totalizavam 25.596 trabalhadores e 1.850 postos de atendimento.

Os cinco maiores bancos que operam em Portugal registaram lucros agregados de 1.225,2 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, mais 33,2% face ao mesmo período do ano passado.

Leia Também: CGD disponível para financiar projetos relacionados com aeroporto de Lisboa

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório