Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 20º

Há mais de mil hotéis à venda em Portugal. Número subiu no 1.º trimestre

O número de hotéis à venda em Portugal aumentou 31% no primeiro trimestre face ao mesmo período de 2023, com 1.038 unidades no mercado, sobretudo, concentradas em Faro, Lisboa e Porto, segundo uma análise divulgada esta quinta-feira.

Há mais de mil hotéis à venda em Portugal. Número subiu no 1.º trimestre
Notícias ao Minuto

09:13 - 16/05/24 por Lusa

Economia hotéis

De acordo com as conclusões de um estudo sobre o mercado hoteleiro em Portugal, desenvolvido pela plataforma europeia de dados imobiliários Casafari, estes hotéis apresentam um preço médio por metro quadrado (m2) de 3.319 euros, o que representa uma subida de 18% face aos 2.818 euros do período homólogo.

Faro, Porto e Lisboa são as regiões com o maior número de unidades hoteleiras à venda (289, 120 e 96, respetivamente), sendo várias as zonas com apenas uma unidade disponível, como Trofa, Penafiel, Paredes, entre outras.

Por sua vez, Sintra, Lourinhã e Matosinhos destacam-se como as regiões do país com as maiores subidas percentuais da oferta, que chegou a crescer sete vezes em Sintra, por exemplo, enquanto Odivelas, Baião e Coimbra apresentaram variações negativas.

Da análise da Casafari resulta que os preços médios por m2 dos hotéis para venda em Portugal ascendia a 3.319 euros no primeiro trimestre, mais 18% face aos 2.818 euros registados no período homólogo.

A nível regional, Cascais, Sintra e Lisboa apresentaram o preço médio por m2 mais elevado do país (7.213 euros, 6.995 euros e 6.175 euros, respetivamente). Em sentido inverso, Paredes, Amarante e Penafiel apresentavam os preços médios por m2 mais baixos no território nacional.

A nível percentual, Lourinhã, Madeira e Guarda registaram as maiores subidas, enquanto o Marco de Canaveses, Castelo Branco e Beja apresentam variações negativas do preço médio por m2 no primeiro trimestre de 2024.

Quanto aos hotéis disponíveis no mercado para arrendamento, somavam 62 no primeiro trimestre, mais 48% do que os 42 registados nos primeiros três meses de 2023, destacando-se Lisboa, Faro e Porto como as regiões com maior número de hotéis para arrendar (18, 12 e 11, respetivamente).

Em sentido inverso, Aveiro, Santarém, Viseu, Viana do Castelo, Beja, entre outras regiões, apresentavam no período apenas uma unidade hoteleira disponível para arrendamento.

De janeiro a março, Cascais, Porto e Lisboa evidenciaram-se com as maiores subidas percentuais, enquanto Sintra, Matosinhos e Évora apresentavam variações negativas.

No que diz respeito ao valor médio para arrendamento por m2, registou - em contraciclo com o valor médio das unidades para venda - uma quebra homóloga de 43%, de 41 para 24 euros.

Cascais, Leiria e Oeiras evidenciaram-se como as regiões com o preço médio por m2 mais elevado do país (425 euros, 196 euros e 26 euros, respetivamente) e Bragança, Viseu e Aveiro com os valores mais baixos.

A nível percentual, Vila Real, Setúbal e Coimbra registaram as maiores subidas no preço por metro quadrado para arrendamento no período em análise, mas Aveiro, Santarém e Leiria apresentaram variações negativas.

Leia Também: Turismo português no Brasil cresce 13,8% nos primeiros 4 meses do ano

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório