Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
21º
MIN 13º MÁX 25º

Bolsa de Lisboa em alta com Mota-Engil a liderar os ganhos, a subir 1,87%

A bolsa de Lisboa negociava hoje em alta, com as ações da Mota-Engil a liderarem os ganhos, a subirem 1,87% para 4,26 euros.

Bolsa de Lisboa em alta com Mota-Engil a liderar os ganhos, a subir 1,87%
Notícias ao Minuto

10:26 - 17/04/24 por Lusa

Economia Bolsas

Cerca das 09h45 em Lisboa, o PSI avançava 0,33% para 6.244,61 pontos, com oito 'papéis' a subir, cinco a descer e três a manter a cotação (EDP em 12,83 euros, Ibersol em 7,00 euros e Semapa em 15,02 euros).

Às ações da Mota-Engil seguiam-se as da Altri, BCP e CTT, que avançavam 1,27% para 5,03 euros, 1,21% para 0,29 euros e 1,03% para 4,43 euros.

As ações da Navigator, Galp e NOS valorizavam-se 0,77% para 3,95 euros, 0,44% para 16,11 euros e 0,42% para 3,61 euros.

As ações da Corticeira Amorim valorizavam-se 0,10% para 9,68 euros.

Em sentido contrário, as ações da Jerónimo Martins, EDP e REN lideravam as perdas, estando a recuar 1,17% para 17,76 euros, 1,05% para 3,56 euros e 0,46% para 2,18 euros.

As outras duas ações que se desvalorizavam eram as da Sonae e da Greenvolt, que registavam perdas de 0,45% para 0,88 euros e 0,06% para 8,31 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, pendentes dos dados definitivos da inflação na zona euro em março, que segundo a estimativa desceu para 2,4%, e da evolução das tensões no Médio Oriente.

Assim, as bolsas europeias invertiam a tendência, depois de na terça-feira terem fechado em forte baixa devido ao pessimismo dos investidores face às tensões entre Israel e o Irão.

Na terça-feira, a Reserva Federal dos EUA (Fed) garantiu que vai demorar mais tempo do que o previsto a baixar as taxas de juro.

O presidente da Fed, Jerome Powell, admitiu que os progressos na aproximação da inflação ao objetivo de 2% são mais lentos do que o previsto.

Por conseguinte, afirmou que é necessária uma maior confiança de que a inflação está a evoluir de forma sustentável para o objetivo de 2%, antes de ser apropriado flexibilizar a política monetária.

Na sequência das observações de Powell, Wall Street fechou mista, enquanto os rendimentos da dívida a dez anos subiram acentuadamente.

A subida dos juros das obrigações norte-americanas a 10 anos continuava hoje, para cerca de 4,67% neste momento. No caso da obrigação alemã, a sua rendibilidade descia para 2,482%, contra 2,495% na terça-feira.

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, assegurou na terça-feira, numa entrevista à CNBC, que o organismo vai baixar as taxas "em breve", a menos que haja grandes surpresas e que vai manter-se atento ao preço do petróleo face às tensões que surgiram nos últimos meses.

O barril de petróleo Brent para entrega em junho abriu hoje em baixa, a cotar-se a 89,50 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 90,02 dólares na terça-feira, depois do ataque do Irão contra Israel na noite de sábado.

A nível cambial, o euro abriu a valorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, mas a cotar-se a 1,0632 dólares, contra 1,0625 dólares na sessão anterior.

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a subir 0,05%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório