Meteorologia

  • 14 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 29º

Crescimento do PIB da OCDE abranda para 0,4% no 4.º trimestre de 2023

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da OCDE abrandou para 0,4% no quarto trimestre de 2023, contra 0,5% no trimestre anterior, de acordo com as estimativas provisórias anunciadas hoje pela organização.

Crescimento do PIB da OCDE abranda para 0,4% no 4.º trimestre de 2023
Notícias ao Minuto

12:04 - 21/02/24 por Lusa

Economia OCDE

Num comunicado hoje divulgado, a OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico) afirma que "as taxas de crescimento trimestrais do PIB da OCDE se mantiveram fracas nos últimos dois anos".

A OCDE indica que as estimativas anuais iniciais indicam que o crescimento do PIB da OCDE abrandou para 1,6% em 2023, contra 2,9% em 2022, num contexto de inflação subjacente mais elevada na organização.

No G7, o crescimento trimestral homólogo do PIB abrandou ligeiramente para 0,4% no quarto trimestre de 2023, contra 0,5% no trimestre anterior e refletindo um quadro misto entre os países do grupo.

Por um lado, o PIB contraiu-se no Reino Unido (-0,3%) e no Japão (-0,1%) pelo segundo trimestre consecutivo e também registou uma contração na Alemanha (-0,3%), após dois trimestres de crescimento nulo.

O crescimento abrandou nos Estados Unidos (para 0,8% no quarto trimestre, contra 1,2% no terceiro trimestre) e a França registou um crescimento nulo pelo segundo trimestre consecutivo.

Por outro lado, a economia canadiana registou uma recuperação, com um crescimento de 0,3% no quarto trimestre, após uma contração no terceiro trimestre e o crescimento em Itália aumentou ligeiramente para 0,2%.

Nos países do G7 que registaram um crescimento negativo no 4.º trimestre de 2023, os fatores que contribuíram para tal variaram, enquanto no Reino Unido, a queda das exportações de serviços (-6,0%) foi o principal entrave ao crescimento, no Japão, o PIB registou uma contração devido, principalmente, a decréscimos no investimento (-0,3%), no consumo privado (-0,2%) e no consumo público (-0,1%), que foram parcialmente compensados por um aumento de 11,3% nas exportações de serviços (principalmente devido ao crescimento do turismo).

Na Alemanha, o quarto trimestre registou uma descida acentuada do investimento em construção e em máquinas e equipamentos.

Entre os 27 países da OCDE para os quais existem dados disponíveis, 10 registaram uma contração do PIB em 2023, com a Estónia a registar a maior contração (-3,0%), e em 14 países, o crescimento abrandou, mas manteve-se positivo.

Apenas três países da OCDE registaram um crescimento mais elevado em 2023 do que em 2022 que foram a Costa Rica (5,1% em 2023, contra 4,6% em 2022), Estados Unidos (2,5%, contra 1,9%) e Japão (1,9%, contra 1,0%).

Leia Também: IRS, acumular subsídio e mais: Os 5 temas que marcam esta 4.ª-feira

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório