Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 17º

Birkenstock espera obter 1,58 mil milhões de dólares com entrada em bolsa

O fabricante de sandálias Birkenstock, uma marca em voga nos últimos anos, espera obter até 1,58 mil milhões de dólares com a sua entrada na bolsa de Nova Iorque, segundo um documento divulgado hoje.

Birkenstock espera obter 1,58 mil milhões de dólares com entrada em bolsa
Notícias ao Minuto

18:35 - 02/10/23 por Lusa

Economia Mercado

O montante equivalente a 1,49 mil milhões de euros consta de um documento publicado no 'site' da SEC, regulador norte-americano de mercados financeiros.

O preço unitário das ações será fixado entre 44 e 49 dólares, o que no nível mais alto deste intervalo, representaria uma avaliação de cerca de 9,2 mil milhões de dólares, segundo o documento.

Cerca de 32,26 milhões de ações serão vendidas durante a introdução em bolsa da empresa controlada pela sociedade de investimentos L Catterton, à qual está associada a 'holding' de artigos de luxo LVMH e o seu líder, Bernard Arnault.

Segundo a imprensa especializada, a Birkenstock, que tem sede Linz am Rhein, na Alemanha, perto de Bona, pode ser lançada em Wall Street em 11 de outubro.

Fundada em 1774 por Johann Adam Birkenstock, a empresa começou por comercializar palmilhas, antes de se lançar nas sandálias, em 1963.

Nos últimos anos, as sandálias ganharam nova projeção como acessório de moda e foram lançadas colaborações com marcas de luxo como Dior, Valentino, Céline ou Givenchy.

Nos primeiros nove meses deste ano, a Birkenstock teve um volume de negócios de 1,11 mil milhões de euros, um aumento de 21% em relação ao mesmo período de 2022, de acordo com as informações enviadas à SEC.

Leia Também: Tem sandálias que rangem sempre que anda? Este truque é capaz de ajudar

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório