Meteorologia

  • 24 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Juros mais altos. Três dicas para baixar a prestação do crédito da casa

Da renegociação das condições do crédito à consolidação de vários empréstimos, fique a par de três dicas que podem ajudar.

Juros mais altos. Três dicas para baixar a prestação do crédito da casa
Notícias ao Minuto

08:14 - 24/09/23 por Notícias ao Minuto

Economia Empréstimo

O Banco Central Europeu (BCE) optou por subir as taxas de juro, novamente, o que significa que quem tem crédito à habitação com taxa variável deverá continuar a assistir a uma revisão da prestação em alta nos próximos meses. Contudo, há algumas dicas que podem ajudar a reduzir este 'peso' no orçamento familiar. 

"Pode ser possível baixar a prestação do crédito habitação, recorrendo a opções como a renegociação ou transferência do crédito, ou uma consolidação de créditos", explica o site Poupança no Minuto.  

Três dicas para baixar a prestação do crédito à habitação

1. Renegoceie as condições do crédito

"O primeiro passo a tomar quando quer (e necessita) de baixar a sua prestação do crédito habitação, é dirigir-se ao seu banco atual para manifestar a sua insatisfação e incapacidade de pagar o financiamento com as condições atuais. 

O banco pode rever as condições e sugerir-lhe novas opções, como forma de renegociação do contrato, e que permitam ter uma folga na prestação mensal."

2. Avance com uma transferência do crédito

"Esta é uma opção que tem sido bastante procurada pelos clientes, pois permite ter acesso a condições diferentes (e frequentemente melhores). Se o banco onde tem o seu crédito habitação não consegue oferecer-lhe condições mais favoráveis ou compensatórias, peça propostas a outros bancos. 

De acordo com o seu contexto e preferências, pode conseguir uma proposta mais aliciante para o seu crédito noutra instituição."

3. Tem mais créditos? Faça uma consolidação

"Se, além do crédito habitação, tem outros créditos contratados como créditos ao consumo, ou cartões de crédito, pode consolidar todos num só. Por exemplo, tendo um financiamento hipotecário, mais um crédito automóvel e um cartão de crédito, é possível contratar um crédito consolidado que aglomere os três. 

Desta forma, passa a pagar uma única prestação pelos vários créditos que pode ser de valor mais baixo, uma vez que as taxas de juro são mais atrativas, e o prazo do empréstimo pode alargar significativamente. Mas esticando o prazo, acaba por pagar mais juros pelos créditos mais à frente."

Leia Também: É (ou não) possível comprar uma casa financiada a 100% pelo banco?

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório