Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 16º

Burlas? Portal da Queixa já recebeu, este ano, perto de 8 mil reclamações

Número aumentou em 47,7% relativamente ao período homólogo em 2022.

Burlas? Portal da Queixa já recebeu, este ano, perto de 8 mil reclamações
Notícias ao Minuto

09:05 - 28/07/23 por Notícias ao Minuto

Economia Burlas

O Portal da Queixa já recebeu, entre o início deste ano e o dia 24 de julho, 7.845 reclamações relacionadas com burlas.

Significa este número um aumento de 47,7% em comparação com o período homólogo em 2022, quando se verificaram 5.312 queixas relativas ao mesmo setor.

"A maioria das queixas refere-se a alegados esquemas online, onde os consumidores ficam sem o produto, sem resposta e sem o dinheiro", conta o Portal da Queixa em comunicado, revelando que o valor total dos prejuízos resultantes das burlas reportadas este ano ascende a 2.676.145 euros. Em média, cada burla causou 341 euros em prejuízo.

Na mesma missiva, o Portal da Queixa explica ainda que a maioria das denúncias reportadas "está relacionada com casos de compras em lojas online, sobretudo de tecnologia e informática, onde os consumidores descrevem ter encomendado um produto e efetuado o pagamento, ficando sem o produto, sem resposta (por parte da marca) e sem o dinheiro".

O principal motivo de reclamação é, assim, a "não execução dos pedidos de reembolso", representando 57,7% das queixas. Seguem-se os "problemas no atendimento/resposta da marca" (7,1%) e "a não entrega do produto" (6%).

Segundo a plataforma, as três marcas mais reclamadas em 2023 foram a PT Electrónia (741), a Decorei.pt (209) e a Teckmi (160 reclamações)

“A falta de literacia digital na sociedade portuguesa já é equivalente ao problema do analfabetismo de há 40 anos e não atinge apenas os mais velhos", começou por reagir Pedro Lourenço, fundador do Portal da Queixa, apelando ao "aumento da literacia digital, criando mecanismos de defesa, ações e conteúdos pedagógicos, ensinando de forma direta e objetiva como utilizar os canais online, já que deviam ser os organismos do Estado a assumir a dianteira".

O Portal da Queixa dá ainda um exemplo prático, citando um consumidor que disse ter feito uma encomenda no valor de mais de 1.000 euros, que acabou por não receber. O valor também não foi reembolsado.

Desde 2022 e até julho de 2023, os consumidores portugueses já registaram perto de 19 mil ocorrências (18.777) na plataforma com referência a burlas.

Leia Também: Criava sites falsos de venda de eletrodomésticos e burlava. Foi detida

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório