Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
29º
MIN 19º MÁX 32º

Portugal coloca 1.000 milhões em dívida a 10 anos a juros mais baixos

Portugal colocou hoje 1.000 milhões de euros em Obrigações do Tesouro (OT), montante máximo indicativo, a 10 anos à taxa de juro de 3,172%, inferior à do anterior leilão comparável realizado em outubro, foi anunciado.

Portugal coloca 1.000 milhões em dívida a 10 anos a juros mais baixos
Notícias ao Minuto

11:07 - 08/02/23 por Lusa

Economia Leilão

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) na agência Bloomberg, a procura do leilão de hoje, o primeiro deste ano, de OT com maturidade em 16 de julho de 2032 (cerca de 10 anos) atingiu 2.335 milhões de euros, 2,34 vezes o montante colocado.

O anterior leilão de OT com esta maturidade realizou-se em 12 de outubro do ano passado, quando o IGCP colocou 651 milhões de euros à taxa de juro de 3,230%, tendo a procura atingido 1.166 milhões de euros, 1,79 vezes o montante colocado.

Comentando o leilão de hoje, Filipe Silva, diretor de Investimentos do Banco Carregosa, afirmou que os prémios de risco da dívida soberana europeia encontram-se numa fase de estabilização e que "o Banco Central Europeu, tal como esperado, subiu as taxas diretoras em 50 pontos base e espera-se que faça o mesmo na próxima reunião, subidas que já estão descontados nos níveis atuais das taxas de juro que Portugal paga para se financiar".

"Apesar da conjuntura, o 'spread' da dívida portuguesa tem vindo a reduzir em relação à da Alemanha, e encontra-se no nível mais baixo desde abril de 2022, que reflete a boa dinâmica que a economia nacional tem mostrado e precisa de continuar a mostrar, para se conseguir financiar a taxas de juro razoáveis", sublinha Filipe Silva.

Filipe Silva considerou ainda que "a inflação vai continuar a dominar os discursos dos banqueiros centrais e se não existirem surpresas, pode ser que já tenhamos passado pelo pico, facto que irá ser determinante para sabermos até onde irão as subidas de taxas de juro, uma vez que estas sim têm um impacto direto nos custos de endividamento nacional".

Já neste ano, em 05 de janeiro, Portugal colocou na primeira venda sindicada 3.000 milhões de euros em Obrigações do Tesouro com vencimento em 18 de junho de 2038 (cerca de 15 anos) à taxa de juro de 3,689%, de acordo com o IGCP. A procura superou 17.900 milhões de euros, quase 5,9 vezes o montante colocado, referiu o IGCP.

Às 11:40 em Lisboa, os juros da dívida de Portugal a 10 anos estavam a subir para 3,204%, contra 3,192% na terça-feira.

Leia Também: Taxa de desemprego caiu para 6% em 2022 (acelerou na reta final do ano)

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório