Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2023
Tempo
10º
MIN 4º MÁX 12º

Já custa quase 220€. Cabaz de alimentos encarece mais de 6€ numa semana

Cabaz de bens alimentares considerados essenciais está no preço "mais alto" desde que a DECO Proteste iniciou a monitorização de preços.

Já custa quase 220€. Cabaz de alimentos encarece mais de 6€ numa semana
Notícias ao Minuto

10:34 - 02/12/22 por Notícias ao Minuto

Economia supermercado

O preço de um cabaz de bens alimentares considerados essenciais aumentou para 219,22 euros, o que significa um acréscimo superior a seis euros face à semana anterior, de acordo com a monitorização de preços da DECO Proteste, que é feita semanalmente. 

"Em apenas uma semana, o preço do cabaz de bens alimentares essenciais aumentou de 212,76 euros para 219,22 euros, uma subida de 6,47 euros (mais 3,05 por cento)", pode ler-se no site da organização de defesa do consumidor.

Este valor é o "mais alto até agora" e "corresponde a mais 19,39% (mais 35,59 euros) face ao registado na véspera do início do conflito armado com a Ucrânia (23 de fevereiro)".

"O peixe e os laticínios são as categorias com os maiores aumentos entre 23 de fevereiro e 30 de novembro, com subidas de 22,23% e 21,24%, respetivamente", pode ler-se.

A DECO alerta, no entanto, que os "aumentos têm-se feito sentir em todas as categorias alimentares analisadas. No período analisado, os preços subiram também na carne (20,62%), nos congelados (19,92%), nas mercearias  (16,33%) e nas frutas e nos legumes (14,68%)".

Desde 23 de fevereiro, a DECO Proteste tem monitorizado todas as quartas-feiras, com base nos preços recolhidos no dia anterior, os preços de um cabaz de 63 produtos alimentares essenciais.

Leia Também: AdC acusa fornecedoras de cabos de concertarem preços em concursos da REN

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório