Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 27º

Fernando Silva sucede a Pires de Miranda como CEO da Siemens Portugal

Fernando Silva, de 55 anos, vai suceder a Pedro Pires de Miranda como presidente executivo (CEO) da Siemens Portugal, a partir de janeiro de 2023, foi hoje anunciado.

Fernando Silva sucede a Pires de Miranda como CEO da Siemens Portugal
Notícias ao Minuto

17:33 - 04/11/22 por Lusa

Economia Siemens

"Fernando Silva vai assumir o cargo de presidente executivo da Siemens Portugal a partir de 01 de janeiro de 2023. O novo CEO, com 55 anos, sucede a Pedro Pires de Miranda", indicou, em comunicado, a empresa.

Pedro Pires de Miranda, presidente executivo da Siemens desde 2016, vai terminar o seu mandato em 31 de dezembro do corrente ano.

Durante o seu mandato, referem, a empresa ultrapassou os 150 milhões de euros em volume de exportações, bem como os 3.200 colaboradores, através da expansão dos centros de competência, 'hubs' de engenharia, laboratórios e centros tecnológicos.

O novo presidente executivo, que vai manter-se como responsável pela unidade de negócio 'Smart Infrastructure' da Siemens em Portugal e Espanha, cargo que ocupa desde abril de 2019, conta com mais de 20 anos ao serviço da multinacional alemã, em projetos nas áreas de energia e infraestruturas.

Antes, foi diretor-geral da divisão 'Energy Management' para Portugal e Espanha, unidade centrada no desenvolvimento das infraestruturas de transporte, distribuição e fornecimento de energia.

Em 1991, iniciou a carreira na Landis & Gyr, tendo, desde 1999, desempenhado funções de gestão e direção na Siemens Portugal.

Fernando Silva é formado em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, tem uma pós-graduação em 'e-Business' -- Gestão da Informação pela Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais (FCEE) da Universidade Católica.

Em 2005 concluiu o Programa de Gestão Avançada para Executivos da FCEE.

"A liderança da Siemens Portugal constitui um legado de enorme responsabilidade, face à profunda ligação que a empresa tem com o desenvolvimento de Portugal, onde está presente há mais de 115 anos", assinalou, citado no mesmo documento.

Segundo o gestor, a contribuição para a descarbonização e transformação digital dos clientes vai continuar a ser uma prioridade para a empresa, "constituindo a atração e retenção de talento nestas áreas o grande desafio para os próximos anos".

Leia Também: EUA autorizam Siemens Energy a reconstruir rede elétrica da Venezuela

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório