Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 15º

Comissão Europeia aprova reforço da medida 'Apoiar Gás'

A medida permitirá aumentar a taxa de apoio sobre o custo elegível para 40%.

Comissão Europeia aprova reforço da medida 'Apoiar Gás'
Notícias ao Minuto

10:53 - 06/10/22 por Notícias ao Minuto

Economia Comissão Europeia

A Comissão Europeia aprovou a primeira alteração à medida 'Apoiar as Indústrias Intensivas em Gás', que permitirá aumentar a taxa de apoio sobre o custo elegível para 40%, anunciou o Ministério da Economia, esta quinta-feira. 

A medida também permitirá "elevar o limite máximo de apoio atribuível para 500 mil euros, por empresa, e alargar o sistema de incentivos às empresas da indústria transformadora agroalimentar", segundo um comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

As alterações em causa, explica a tutela, "envolvem um aumento da dotação da medida para 190 milhões de euros e serão aplicadas retroativamente às candidaturas já submetidas e decididas".

"A criação de novas modalidades de apoio, onde o limite máximo de apoio poderá ascender a dois milhões de euros, por empresa, ou cinco milhões de euros caso sejam verificadas perdas de exploração, encontra-se ainda em apreciação pela Comissão Europeia", pode ler-se.

O Governo recorda que esta é uma das medidas que constam do Pacote de Medidas de Apoio às Empresas, anunciado pelo Governo, em setembro.

O diploma, que já foi publicado, determina o aumento do limite máximo do apoio atribuível no âmbito do programa 'Apoiar as Indústrias Intensivas em Gás', um reforço da taxa de apoio e o alargamento do universo de beneficiários.

Leia Também: Há "interesse" argelino em investimento de empresas portuguesas no país

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório