Meteorologia

  • 06 JULHO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 31º

Lucros da Semapa cresceram 65% no primeiro trimestre para 42 milhões

A Semapa registou, no primeiro trimestre deste ano, lucros de 42 milhões de euros, uma subida de 65% em relação a igual período do ano passado, indicou, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Lucros da Semapa cresceram 65% no primeiro trimestre para 42 milhões
Notícias ao Minuto

19:38 - 27/05/22 por Lusa

Economia Semapa

Segundo a empresa, "o resultado líquido atribuível a acionistas da Semapa no final do 1.º trimestre de 2022 atingiu os 42,0 milhões de euros (vs. 25,4 milhões de euros em 2021)", sendo que o aumento do EBITDA (resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações) em 47,2 milhões de euros, "bem como a melhoria dos resultados financeiros (7,7 milhões de euros), embora negativamente influenciado pela função fiscal (-26,7 milhões de euros), resultou no referido aumento", destacou.

De acordo com a informação divulgada pela Semapa, o volume de negócios consolidado no 1.º trimestre de 2022 foi "de 641,8 milhões de euros (vs. 463,7 milhões de euros no 1.º trimestre de 2021 e 616,1 milhões de euros no 4.º trimestre)".

Por sua vez, o EBITDA dos primeiros três meses deste ano "totalizou 154,7 milhões de euros (vs. 107,5 milhões de euros no 1.º trimestre de 2021 e 143,9 milhões de euros no 4.º trimestre)", sendo que, "no período em análise, 121,6 milhões de euros foram gerados na Pasta e Papel, 29,1 milhões de euros no Cimento e 4,0 milhões de euros no Ambiente".

Segundo a empresa, o aumento do EBITDA "foi impulsionado pelo crescimento no segmento da Pasta e Papel, beneficiando do esforço de melhoria de eficiência e consumos e evolução favorável dos preços de venda do papel estabelecidos nos mercados internacionais".

Por outro lado, "o EBITDA do segmento do Cimento teve um ligeiro decréscimo, o que traduziu principalmente os efeitos negativos provocados pelo aumento dos custos de produção, sobretudo energéticos e o decréscimo na venda de licenças de emissão de CO2 excedentárias".

O grupo destacou que "o valor dos investimentos em ativos fixos, realizado no 1.º trimestre de 2022", foi de "aproximadamente 36,5 milhões de euros, vs. 24,3 milhões de euros no período homólogo, destacando-se o segmento Cimento com 20,3 milhões de euros".

Paralelamente, no final do 1.º trimestre "a dívida líquida remunerada consolidada atingiu 953,0 milhões de euros, inferior em 62,6 milhões de euros relativamente ao final de 2021".

"O recente conflito na Ucrânia, provocado pela invasão russa, associada aos efeitos das sanções comerciais e financeiras impostas à Rússia, bem como a gestão da covid-19 na China, agravaram a subida de preço de vários fatores de produção, com destaque para a componente energética, assim como provocaram uma rutura nos fornecimentos de matérias-primas ou de cadeias logísticas a nível internacional", disse a Semapa, no comunicado.

A empresa "está a gerir estes eventos desfavoráveis com um forte empenho no aumento de eficiência, potenciando a produtividade, moderando o aumento dos custos variáveis via contenção de consumos específicos, e com um esforço continuado de controlo dos custos fixos", rematou.

[Notícia atualizada às 19h52]

Leia Também: Bolsa de Lisboa fecha positiva com Semapa a liderar subidas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório