Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 20º MÁX 36º

PIB do G7 cai 0,1% no 1.º trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) dos países do G7 como um todo caiu 0,1% no primeiro trimestre, o primeiro decréscimo desde o primeiro semestre de 2020 e resultante sobretudo dos problemas nas cadeias de abastecimento, foi hoje anunciado.

PIB do G7 cai 0,1% no 1.º trimestre
Notícias ao Minuto

11:45 - 23/05/22 por Lusa

Economia G7

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) afirmou hoje num comunicado que estas perturbações pesaram negativamente nos primeiros três meses, particularmente no comércio dos Estados Unidos, do Reino Unido e do Japão.

Nos últimos três meses de 2021, a economia deste bloco dos sete países mais ricos (Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália e Canadá) tinha aumentado 1,2%.

No primeiro trimestre, a maior queda do PIB foi dos Estados Unidos (0,4%), mas o Japão (0,2%) e a Itália (0,2%) também sofreram declínios.

Em contrapartida, a atividade aumentou na Alemanha (0,2%), Reino Unido (0,8%) e Canadá (1,4%), e permaneceu estagnada em França.

Na Alemanha, Itália e Japão, o PIB no primeiro trimestre deste ano ainda era inferior ao que era quando a crise da covid-19 eclodiu no início de 2020.

No conjunto da OCDE, a economia abrandou acentuadamente nos primeiros três meses de 2022, com o PIB a aumentar apenas 0,1%, depois de ter registado um acréscimo de 1,2% nos últimos três meses de 2021.

Houve declínios significativos na Noruega (1%), Chile (0,8%), Costa Rica (0,5%), Israel (0,4%) e Suécia (0,4%).

Leia Também: G7 vai aprovar 17 mil milhões para ajudar a Ucrânia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório