Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 14º

Se vai contratar um crédito, conheça algumas dicas para evitar burlas

"São muitas as histórias sobre burlas com o crédito". Se tenciona contratar um empréstimo, este artigo é para si.

Se vai contratar um crédito, conheça algumas dicas para evitar burlas
Notícias ao Minuto

08:30 - 20/03/22 por Notícias ao Minuto

Economia Crédito

Num período marcado pelo aumento generalizados dos preços e pela possível subida dos juros, é preciso redobrar os cuidados na contratação de crédito. O alerta é do Doutor Finanças, que antecipa algumas dificuldades por parte das famílias portuguesas nos próximos tempos. 

"São muitas as histórias sobre burlas com o crédito. O  Banco de Portugal (BdP) tem emitido alertas sobre burlas na concessão de crédito, precisamente para chamar a atenção dos consumidores para alguns cuidados que devem ter. É importante estar atento e perceber o que devemos fazer antes de recorrermos a alguma ajuda que pode não ser fidedigna", refere Rui Bairrada, CEO do Doutor Finanças, citado num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Vou contratar um crédito. Quais os cuidados que devo ter? 

De acordo com o Doutor Finanças, o primeiro passo para quem procura ajuda na concessão de crédito fora de um banco, é perceber o que é um intermediário de crédito. "Só desta forma será possível evitar ser alvo de uma burla", explica a empresa especializada em finanças pessoais. 

De acordo com o BdP, "os interessados em exercer a atividade de intermediário de crédito podem apresentar o respetivo pedido de autorização ao BdP, através do preenchimento e submissão do formulário de pedido de autorização".

Depois, o segundo passo é "perceber onde se podem esconder os perigos e quais os cuidados que se deve ter. Um dos cuidados que as pessoas devem ter é suspeitar quando lhes prometem dinheiro fácil e de forma imediata. Outro é lerem muito bem as propostas que lhes são apresentadas, para perceberem que condições estão a ser propostas, nomeadamente ao nível das taxas de juro e comissões".

De acordo com o Doutor Finanças, devemos desconfiar quando "uma entidade nos solicitar uma comissão para a avaliação de um eventual crédito" e sempre que "tivermos dificuldade em encontrar informações sobre essa entidade". 

Além disso, é necessário ter em atenção "possíveis erros ortográficos ou incoerências na linguagem; ou expressões como 'dinheiro fácil', 'dinheiro rápido', 'sem burocracias' ou o 'dinheiro estará amanhã na sua conta'". 

O terceiro passo passará por "nunca responder a e-mails ou mensagens com propostas de ajuda financeira que nos pareçam de pouca confiança, nem partilhar os nossos dados pessoais ou bancários com entidades que desconhecemos". 

Por fim, o quarto passo passará por, no caso de percebermos que estamos a ser vítimas de fraude, entrar em contato "de imediato" com o BdP e "apresentar uma queixa junto de uma das seguintes autoridades: PSP, GNR, Polícia Judiciária ou Ministério Público".

Nesta lista, disponibilizada pelo supervisor da banca, encontra as entidades autorizadas a exercer atividade em Portugal. 

Leia Também: Atividade económica mantém-se e consumo privado diminui em fevereiro

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório