Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Greve dos trabalhadores dos impostos encerrou 70% dos serviços

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) reivindicou para hoje, o terceiro de cinco dias de greve, uma forte adesão, com o encerramento de 70% dos serviços de finanças e aduaneiros.

Greve dos trabalhadores dos impostos encerrou 70% dos serviços
Notícias ao Minuto

23:45 - 03/12/21 por Lusa

Economia Sindicato

Em comunicado, o STI adiantou que a greve dos trabalhadores da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) levou a que na maioria dos portos e aeroportos se estejam apenas a cumprir os serviços mínimos.

O STI prevê mesmo que as perturbações que se verificam relativamente à entrada de mercadorias se vá agravar, "decorrente do não desalfandegamento de mercadorias não abrangidas pelos serviços mínimos, como, por exemplo, produtos perecíveis".

No seu comunicado, o STI adiantou que ao final da manhã de sexta-feira realizou uma concentração de trabalhadores da AT, em frente ao Ministério das Finanças, em Lisboa, para exigir "dignificação profissional e melhores condições de trabalho, que garanta a prestação de um serviço de qualidade aos contribuintes".

O sindicato detalhou ainda que o protesto "está a ter grandes repercussões" em Sines e Leixões.

Em particular, especificou em relação a Sines, "constrangimentos no desalfandegamento de cargas, destinadas, nomeadamente, à indústria automóvel, consumo, têxtil ou fornecimento de brinquedos e artigos de natal, entre outros produtos".

E no porto de Leixões, "o panorama é semelhante".

Leia Também: Greve dos trabalhores dos impostos e alfândegas encerra 70% dos serviços

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório