Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

BCP não vai pagar dividendos relativamente a 2020

O presidente executivo do BCP, Miguel Maya, disse hoje que não será proposto o pagamento de dividendos relativamente a 2020, justificando a decisão com vários fatores de incerteza que persistem.

BCP não vai pagar dividendos relativamente a 2020
Notícias ao Minuto

19:02 - 27/10/21 por Lusa

Economia Miguel Maya

Em conferência de imprensa de apresentação de resultados do terceiro trimestre, Miguel Maya considerou que "é muito importante pagar dividendos", mas disse que não será proposto pagamento de dividendos relativamente a 2020 face a várias incertezas, caso do problema dos riscos legais dos créditos em francos suíços na Polónia e a recente incerteza trazida pelos preços das matérias-primas.

"Relativamente a 2020 não temos qualquer intenção de propor pagamento de dividendos", disse o gestor.

O BCP teve em 2020 lucros de 183 milhões de euros. Em fevereiro, Maya adiou para setembro uma decisão sobre a distribuição de dividendos em setembro, afirmando que a "prioridade é a proteção do balanço do banco".

Já face a 2019 o BCP não distribuiu dividendos. Então, teve lucros de 302 milhões de euros.

O BCP divulgou hoje que teve lucros de 59,5 milhões de euros entre janeiro e setembro, menos 59,3% do que nos primeiros nove meses de 2020.

Segundo o BCP, o resultado líquido de 59,5 milhões de euros inclui 313,5 milhões de euros de provisões para riscos legais dos créditos em francos suíços da operação na Polónia.

Os resultados incluem ainda 87,6 milhões de euros de custos com redução de trabalhadores em Portugal.

Leia Também: BCP avança para 100 rescisões unilaterais após acordo com 80%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório